Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Município de Barcelos regista recorde nas receitas
Câmara Municipal de Braga aprova plano para integração de migrantes

Município de Barcelos regista recorde nas receitas

Esposende empata e desce ao segundo escalão distrital

Cávado

2019-04-19 às 08h00

Redacção

Mais receitas e redução da dívida sobressaem na prestação de contas do Município de Barcelos relativa a 2018, destacando-se um aumento dos impostos directos e indirectos arrecadados. Autarquia manteve níveis de investimento nas freguesias.

O Município de Barcelos obteve em 2018, mais de 69 milhões em receitas, um aumento de 5,8 milhões de euros em comparação com 2017.
De acordo com o documento de prestação de contas aprovado em sede de executivo municipal, para ser remetido à Assembleia Municipal, o destaque vai para o aumento significativo das receitas correntes que totalizaram 53.377.594 euros, uma subida de 2.832.804 euros face a 2017, sendo o melhor resultado dos últimos quatro anos.
Para este resultado contribuiu uma maior arrecadação de impostos directos e indirectos, ambos com execução acima dos cem por cento.
"O orçamento do município barcelense para 2018 apresentava uma estimativa contida nas previsões das receitas correntes, mas o bom andamento da economia acabou por contribuir para um aumento das receitas dos impostos directos, como o IMI, o IUC, o IMT e a derrama, apresentando uma execução global de 11 por cento, o que representa mais 2.231.098€ face a 2017" refere o município em comunicado.
Os impostos indirectos registaram uma execução na ordem dos 160 por cento, sobressaindo os valores arrecadados nos loteamentos e obras, que demonstra o momento de grande expansão da construção civil em Barcelos.
A evolução dos impostos indirectos mostra que em 2018 o valor arrecadado foi quase o dobro do verificado em 2015, sendo que em matéria de loteamentos e obras superou em quase 80 por cento.
Em 2018, a gestão municipal conseguiu manter a trajectória de redução da dívida, com menos três milhões, em comparação com 2017.
A dívida de curto prazo é de 853.654 euros, a mais baixa dos últimos quatro anos, enquanto que a dívida de médio e longo prazo é de 9.284.036 euros.
Somadas, as dívidas representam um valor global de 10.137.690 euros.
Em matéria de investimento, o Município manteve os níveis de investimento nas freguesias, quer através das verbas transferidas pelo contrato de cooperação – mediante a disponibilização de meios financeiros correspondentes ao dobro das transferências do Fundo de Financiamento das Freguesias – quer através de subsídios, cuja maior parte se destinou à comparticipação em investimento das freguesias.
Em 2018 foram pagos às freguesias 7.342.433 euros de subsídios, incluindo os valores associados ao contrato de cooperação que permitiu transferir para as freguesias 44.602.982 euros entre 2009 e 2018, “o que representa um investimento inédito no concelho de Barcelos ao nível descentralizado” realça fonte do município.
O Município de Barcelos mantém níveis de investimento elevado, com um grande número de projectos próximos da fase de execução, depois de cumpridos todos os requisitos legais quanto aos procedimentos concursais e visto do Tribunal de Contas.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.