Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Papa recebe da Arquidiocese de Braga Senhora do Sameiro em telha
IPCA coopera com universidade moçambicana

Papa recebe da Arquidiocese de Braga Senhora do Sameiro em telha

Belga Thierry Neuville fez história ao conquistar o Rally de Portugal

Braga

2017-05-07 às 15h07

Redacção

A 13 de maio, o Papa vai receber da Arquidiocese de Braga, uma Senhora do Sameiro ilustrada sobre uma telha lusa, representando simbolicamente um presente de todos os lares da arquidiocese de Braga.

A 13 de maio, o Papa vai receber da Arquidiocese de Braga, uma Senhora do Sameiro ilustrada sobre uma telha lusa, representando simbolicamente um presente de todos os lares da arquidiocese de Braga.

O presente vai ser oferecido durante a visita de sua santidade o Papa Francisco a Portugal, para celebrar o centenário das aparições de Nossa Senhora aos pastorinhos.

A autora da peça, Fátima Mendes, pintora de cerâmica especializada em azulejaria barroca, idealizou e propôs este conceito à arquidiocese de Braga. D.Jorge Ortiga, arcebispo de Braga, recebeu com regozijo a ideia e deu o seu apoio.

A telha, como matéria de suporte da figura da Senhora do Sameiro, representa a casa de todos, o teto. A nobreza de materiais como a prata ou o ouro foi preterida propositadamente para não atribuir à peça valor material, sublinhando a sua simplicidade, aliada ao simbolismo que ela representa.

O conceito foi materializado em três meses, incluindo teste dos materiais. Na peça foram aplicadas técnicas complexas e invulgares, como o cristal líquido para fixar e proteger a imagem, obtendo-se um efeito de rigidez, transparência e brilho superiores ao do vidrado de cerâmica. Outra técnica a destacar é a aplicação de emulsão de polímero, para a obtenção do relevo das nuvens, uma pasta acetinada que exige dois a três dias de secagem total entre camadas para a total evaporação da humidade.

Durante a fase de testes foram produzidas duas cópias. Uma delas foi oferecida à Arquidiocese de Braga e vai estar em exposição, a 6 e 7 de maio, na Igreja nova de Vila de Prado, freguesia onde reside e trabalha a autora do trabalho.

A peça final, que vai ser oferecida ao Papa Francisco, já se encontra em Fátima e foi transportada pelo próprio arcebispo de Braga.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.