Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Projecto ‘o que é meu é teu’ avança em Palmeira
Póvoa de Lanhoso melhora espaços públicos e acessibilidades

Projecto ‘o que é meu é teu’ avança em Palmeira

Alunos premiados como repórteres para o Ambiente

Projecto ‘o que é meu é teu’ avança em Palmeira

Braga

2019-09-19 às 11h00

Redacção Redacção

Apoio do fundo ambiente vai permitir à Junta de Freguesia de Palmeira avançar com o projecto ‘o que é meu é teu’, integrado no programa nacional ‘JUNTAr’.

A Junta de Freguesia de Palmeira rubricou um acordo de financiamento para o projecto “o que é meu é teu” no âmbito do programa nacional ‘JUNTAr +’, que foi apresentado em Gondomar. César Gomes, presidente da Junta de Freguesia de Palmeira, participou na atribuição do apoio do fundo ambiente, momento que contou com a presença do ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Fernandes.
O projecto ‘o que é meu é teu’ tem como objectivo familiarizar e sensibilizar a população para questões socioambientais e promover o “vivenciar” de conceitos, princípios e modelos de economia circular, a partir da criação de um modelo de economia colaborativa - o ‘banco de coisas, equipamentos e materiais’, um espaço físico e digital (SITE) que promove o acesso de todos a equipamentos e materiais, incentiva a reparação, os trabalhos colaborativos e as boas praticas. “Assim, é possível solucionar ou minimizar um desafio recorrente – a dificuldade de acesso a produtos, muitas vezes relativamente dispendiosos e com pouca utilização, ao se manterem materiais e equipamentos em circulação/utilização, no seu valor económico e utilitário mais elevado (estado original ou reparado), pelo máximo tempo possível, e maximizando a sua utilização, mediante a sua partilha”, pode ler-se na nota enviada pela autarquia.
Com impactos nas três dimensões do desenvolvimento (económico, social e ambiental), o projecto prevê ainda, partindo dos conceitos por trás do modelo circular, “a sensibilização da comunidade para os princípios da economia circular, nomeadamente no âmbito: da promoção e valorização de recursos locais; educação consumidor; promoção do uso eficiente dos recursos, maximização da reutilização, extensão de vida útil de produtos e equipamentos e a sensibilização para questões socioambientais”.
A junta de freguesia adianta ainda que “este projecto, bastante ambicioso, pretende a promoção e valorização de recursos locais; promoção do prolonga- mento da vida útil dos produtos; educação do consumidor; promoção do uso eficiente dos recursos, inclusão e envolvimento da população nos novos modelos colaborativos; reutilização e extensão de vida útil de produtos e equipamentos; educação socioambiental da população”.
Prevê ainda complementação do site, plataforma digital que assegura a disponibilização dos produtos. Estabelece também a conexão entre utilizadores, possibilitando a troca de favores e disponibiliza um banco de dados de pessoas com talento para diferentes tipos de reparações. O site tem ainda funções como a divulgação de eventos; um guia para esclarecer dúvidas e a utilização da loja física e da plataforma.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.