Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Ricardo Rio: “Euro-região tem muito a ganhar com promoção conjunta”
“Braga é um exemplo na criação de emprego”

Ricardo Rio: “Euro-região tem muito a ganhar com promoção conjunta”

Barcelos investe meio milhão na Educação Digital

Nacional

2018-10-11 às 06h00

Teresa M. Costa

Património Natural, Paraíso Terrestre é o título do guia turístico com que o Eixo Atlântico promove toda a riqueza natural da euro-região, promovendo os diversos territórios num só destino.

“A euro-região Norte de Portugal-Galiza tem muito a ganhar com o trabalho conjunto de promoção dos seus recursos comuns” defende o presidente da Assembleia-Geral do Eixo Atlântico, Ricardo Rio, a propósito do guia turístico com que a associação transfronteiriça de municípios promove o património natural desta euro-região.
Ricardo Rio considera que o Eixo Atlântico tem cumprido, nesta matéria, como noutras, “um papel fundamental” promovendo “diversos territórios num só destino e valorizando o que temos em comum”.

Esta promoção tem assumido a forma de guias turísticos, editados de dois em dois anos, e que este ano incide no 'Património natural, paraíso terrestre'.
O também presidente da Câmara Municipal de Braga fala de uma “euro-região riquíssima em património natural que tem de ser mais conhecida e melhor promovida”, tal como está a fazer o Eixo Atlântico.
No caso de Braga, sempre se assumiu como “porta de entrada” no Parque Nacional da Peneda-Gerês - um dos dois parques nacionais da euro-região - que constitui o maior recurso natural e paisagístico, assume Ricardo Rio, salvaguardando, no entanto, que há outras riquezas.

No concelho de Braga, o autarca destaca o trabalho conjunto que está a ser feito, com o Município de Guimarães, para preservar os sacromontes, através de um projecto que abarca a Falperra, o Bom Jesus e o Sameiro.
As margens ribeirinhas que envolvem o Rio Cávado já merecem a fruição dos bracarenses e querem tornar-se atractivas, também, para os visitantes.
O presidente da autarquia bracarense destaca o esforço e o investimento realizado para colocar estes espaços à disposição e fruição, infraestruturando-os para a prática desportiva e para o lazer, em benefício da população local e dos turistas.

“Temos tudo a ganhar em tratar e divulgar o território de forma concertada” acredita Ricardo Rio, que assume: “a ideia é diluir ao máximo as fronteiras, respeitando a identidade de cada uma das cidades e dos territórios, a sua autonomia, mas aproveitar a vantagem competitiva de promover, junto de quem nos visita, uma região diversificada, não só nos seus recursos naturais, mas também com atractivos multifacetados.
A euro-região Norte de Portugal-Galiza tem mais de 50 mil quilómetros quadrados de área e afirma-se como “um grande espaço de interacção social, económica e cultural” onde residem 6,4 milhões de habitantes.
Neste contexto, “revela-se um espaço com grande potencial, em pleno crescimento e repleto de oportunidades de desenvolvimento em diversos âmbitos” aponta a introdução do guia dos espaços naturais da euro-região que promove “dois países, um destino”.
O guia turístico editado pelo Eixo Atlântico é distribuído pelo jornal ‘Correio do Minho’, com a sua edição de amanhã.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.