Correio do Minho

Braga, segunda-feira

SC Braga: Custódio quer passar mística guerreira
Guimarães presente na conferência CiviNet

SC Braga: Custódio quer passar mística guerreira

Acesso ao Centro Social das Lameiras reabilitado

Desporto

2017-05-18 às 06h00

Joana Russo Belo

ANTIGO JOGADOR vai ser treinador adjunto de João Aroso na equipa B do SC Braga, na próxima temporada. Custódio diz ter sido um convite irrecusável e surpreendente. Ex-capitão quer passar a mística do clube arsenalista.

Está desvendada a dúvida: Custódio vai ser treinador adjunto da equipa B do SC Braga na próxima temporada. O antigo jogador bracarense, de 33 anos - ligado à história do clube com a conquista da Taça da Liga e com o golo histórico ao Benfica, que valeu a presença na final da Liga Europa -, foi, ontem, anunciado como adjunto de João Aroso e não escondeu o orgulho por este passo na carreira.
“É o seguimento daquilo que desejo e da minha paixão pelo futebol. Senti que estava na altura de deixar de jogar e seguir o futebol em outro cargo. Havendo este convite do SC Braga, um clube do qual permaneço sócio desde o dia que cá cheguei, não poderia recusar. Recebi um convite de alguém por quem tenho bastante respeito e admiração. Um homem que elevou o clube a patamares nunca antes visitados. Espero que tudo corra bem e que possa dar o meu contributo para o crescimento natural do clube”, contou Custódio, num vídeo publicado nas redes sociais.
Confessando-se “surpreendido” e “emocionado” pelo convite de António Salvador, garante sentir-se “super confortável” para o cargo: “estamos a falar de futebol. Sempre fui um jogador atento e observador. Sempre fui tentando informar-me e conhecer todos os caminhos a seguir. Espero que tudo corra bem e que consiga contribuir para o crescimento de uma filosofia que queremos que exista no SC Braga. Esperamos que este clube possa, cada vez mais, ser uma referência no futebol”.
Nesta nova missão, Custódio revela que pretende passar a mística do SC Braga. “É um dos meus objectivos. Está na retina dos adeptos o quanto eu lutei por este clube. Espero poder passar isso para todos os jogadores, para que possam crescer com isso na mente. É fundamental ser-se um guerreiro”, frisou.
António Salvador deixou rasgados elogios ao antigo capitão - “é alguém que sente o SC Braga, porque mesmo quando saiu para a Turquia manteve-se sempre como um adepto muito atento e não deixou de ser sócio” - reconhecendo em Custódio “uma enorme inteligência e conhecimento de jogo”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.