Correio do Minho

Braga, terça-feira

Toy e Calema actuam no palco das festas de Santo António em Vila Verde
Celorico de Basto recebeu as Olimpíadas do Desporto

Toy e Calema actuam no palco das festas de Santo António em Vila Verde

Berço é o campeão do Minho

Cávado

2019-05-22 às 17h17

Redacção

Participação especial de Cuca Roseta no dia 13 de junho

É uma história que se reescreve todos anos por volta de meados de junho. Em pleno coração do Minho, de 12 a 16, a tradição cumpre-se novamente por terras vilaverdenses.
As Festas Concelhias em honra a Santo António trazem este ano a Vila Verde dois dos mais renomados nomes do panorama nacional atual.
Toy e os cabeça de cartaz, Calema, prometem atrair centenas de fãs até à sede do concelho para assistirem a dois espetáculos de enorme qualidade, a título totalmente gratuito, nos dias 14 e 16, respetivamente.
Aos dois talentosos artistas junta-se a participação especial da fadista Cuca Roseta, no dia 13 de junho, complementando um cartaz de peso que coloca Vila Verde como o destino principal das festas populares do minho!

«As festas de Santo António são uma âncora de valorização do nosso território»
Durante a apresentação do programa que decorreu, esta manhã, 22 de maio, no Município de Vila Verde, o Presidente da Câmara Municipal, Dr. António Vilela, começou por sublinhar a importância das festas de Santo António como «parte fundamental da valorização da nossa gente, costumes e tradições.»

Na perspetiva do autarca «o conjunto de iniciativas que compõem a programação das festas é bastante diversificado, com uma forte componente religiosa, mas também de animaão popular e gastronómica.»
«As festas de Santo António são uma âncora da valorização e desenvolvimento do nosso território. Ao longo dos cinco dias, o nosso objetivo é atrairmos o maior número de pessoas ao nosso concelho.», afirmou o edil

«Uma festa feita pelo povo e para o povo»
A Vereadora da Cultura, Drª Júlia Fernandes, fez questão de enfatizar o envolvimento de várias associações e instituições do concelho que, na sua perspetiva «são a chave de todo o sucesso das festas concelhias».
Não baixando a fasquia, a autarca vilaverdense afirmou que «com este cartaz, estes artistas, este conjunto de atividades, estão reunidas todas as condições para umas magníficas Festas de Santo António.»
A Vereadora prossegiu, afirmando que se «perspetivam milhares de pessoas para celebrar o Santo António.Uma festa feita pelo povo e para o povo.»


Festival da Febra marca o arrance das Festas no dia 12 de junho
No dia 12 de junho, às 19h00, o Festival da Febra dá início às festas antoninas com um delicioso festival gastronómico, onde não faltarão as febras, sardinhas assadas e o típico caldo verde, acompanhado pelo vinho da região.
Nessa mesma noite dá-se a Noite Popular de Santo António. A sede do concelho vai ser invadida pela animação das rusgas populares, dos cantares ao desafio e fogueiras de Stº António.

Marchas Populares de Santo António da parte da tarde e Torneio Internacional de Futebol são algumas das novidades
A edição deste ano das festas antoninas traz consigo algumas novidades. Dada a enorme e crescente participação das instituições nas Marchas Populares, este ano, a inciativa será realizada na parte da tarde, pelas 15h00.

Também este ano será realizado o Torneio Internacional de Santo António, destinado às camadas mais jovens nascidas em 2006/2007. A equipa vencedora do torneio irá disputar a final do torneio a 7 de setembro, em Saint-Mandé, na Região de Paris, em França, uma Vila geminada com Vila Verde.


Cultura e tradição continuam «bem vivas» nas Festas de Santo António
No sábado, 15 de junho, destaque para o Cortejo da Tradição, que “reúne associações, instituições e Juntas de Freguesia, numa mostra do que de melhor se faz em cada freguesia”.
Para o serão está reservado o 60º Festival de Folclórico Luso Espanhol, que traz ao coração do Minho excelentes representantes da etnografia ibérica e, ainda, a participação do Grupo Folclórico das Lavradeiras de Parada de Gatim que completam, este ano, os seus 50 anos de existência.
No domingo, dia 16, as celebrações religiosas assumem-se como figuras de proa, com a Eucaristia e a majestosa procissão em honra a Santo António.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.