Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Três doces típicos da região do Minho eleitos como ‘Maravilhas de Portugal’
Braga e Guimarães unem-se com uma vertente social pelo meio

Três doces típicos da região do Minho eleitos como ‘Maravilhas de Portugal’

Escuteiros devem servir seguindo o exemplo da Rainha Santa Isabel

Três doces típicos da região do Minho eleitos como ‘Maravilhas de Portugal’

Nacional

2019-09-09 às 06h00

Marta Amaral Caldeira Marta Amaral Caldeira

O Bolinhol de Vizela, os Charutos dos Arcos e as Roscas de Monção são três dos doces eleitos como as ´7 Maravilhas Doces de Portugal’. Os autarcas assinalam o “reconhecimento” dos produtos e apontam ganhos para o turismo e comércio.

O Bolinhol de Vizela, do distrito de Braga e as Roscas de Monção e os Charutos dos Arcos, do distrito de Viana do Castelo, são três das sete ‘Maravilhas Doces de Portugal’.
As especialidades de doçaria minhota, juntam-se a outras quatro, designadamente, a Crista de Galo, de Vila Real, a Amêndoa Coberta de Moncorvo e o Mel Biológico do Parque Natural de Montesinho e o Folar de Olhão, no distrito de Faro, tendo sido eleitas como os doces-maravilha do país, numa grande gala da RTP realizada no passado domingo à noite, em Montemor-o-Velho, Coimbra.
A iniciativa, que teve o alto patrocínio da Presidência da República, tem como objectivo distinguir “o produto endógeno, a marca da terra, a preservação da qualidade dos ingredientes e a capacidade que o país tem de inovar e de se reinventar nas suas tradições”.
A eleição final resultou do voto do público, mas um painel de especialistas com conhecimento na área da doçaria participa nas fases iniciais do processo de seleção, a partir das candidaturas apresentadas.
Os três presidentes das Câmaras Municipais de Vizela, Arcos de Valdevez e Monção estiveram na ‘linha da frente’ das suas candidaturas, que defenderam até ao último momento, e que o público acabou por eleger.
“É um grande orgulho para Vizela ter o seu Bolinhol como uma das sete Maravilhas Doces de Portugal. É excepcional”, assinalou, ontem, ao Correio do Minho, o presidente da Câmara de Vizela, Victor Hugo Salgado, frisando que o doce típico concelhio foi escolhido entre 900 candidatos que se apresentaram ao concurso.
O autarca vizelense destacou que Vizela está a viver o seu “momento” e indicou que esta eleição do Bolinhol, que representa não só o concelho, mas todo o distrito de Braga, vai colocar Vizela nas ‘bocas do mundo’, servindo de cartaz turístico também.

“Vizela tem hoje um Plano Municipal de Turismo delineado e uma das suas iniciativas principais é precisamente divulgar a nossa boa gastronomia, como é o caso do Bolinhol e do Bacalhau à Zé do Pipo e também os nossos vinhos verdes”.
Muito feliz também com a eleição dos Charutos dos Arcos, o presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, João Manuel Esteves, refere que este “é o reconhecimento desta maravilha que são os charutos” enquanto “património cultural de Portugal”. O autarca aponta para “o reforço da identidade local” e para a “revitalização do sector da doçaria”, indicando que daqui podem surgir novos investimentos e mais emprego.
O presidente da Câmara de Arcos de Valdevez não tem dúvidas quanto aos “benefícios turísticos” que esta eleição acarretará e indica que agora é preciso aproveitar este impulso. “Já começámos reuniões com as várias doçarias, pastelarias e produtores dos ‘Charutos dos Arcos’, no sentido de aproximação de todos à receita mais tradicional, com o objectivo de que, num futuro próximo, haja um selo que identifique os estabelecimentos que produzem esta iguaria”.

João Manuel Esteves fez questão de agradecer a todos os que votaram e ajudaram a esta eleição, deixando uma saudação especial à comunidade emigrante, mas também aos comerciantes, que desde há dois meses para cá aumentaram exponencialmente a produção para responder à procura.
A região do Minho sobressaiu, ainda mais, com a eleição de um terceiro doce neste concurso, com as Roscas de Monção a ser eleita também uma das sete maravilhas doces de Portugal.
Depois de, há um ano, ter eleito o ‘Cordeiro à Moda de Monção’ como uma das ‘7 Maravilhas à Mesa’, agora foi a vez de fazer das Roscas de Monção, atestando a qualidade das suas iguarias mais tradicionais e mais apreciadas pelos locais e visitantes.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.