Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Utentes desesperam com filas para aceder aos serviços de Registo
Miguel Pinto Lisboa: “Elevar o nome do nosso clube”

Utentes desesperam com filas para aceder aos serviços de Registo

HC Braga vence OC Barcelos na luta pelo quinto lugar na Elite Cup

Utentes desesperam com filas para aceder aos serviços de Registo

Braga

2019-08-20 às 08h00

Paula Maia Paula Maia

Sao longas horas de espera que obrigam os cidadãos a chegar muito cedo para obterem uma senha de atendimento. E são sobretudo os emigrantes que se sujeitam à situação para, por exemplo, renovar o Cartão de Cidadão.

Os utentes que se deslocam por estes dias à Conservatória do?Registo Civil de Braga, localizado na Avenida Central, assim como à Loja do Cidadão, na Avenida da Liberdade, têm vivido horas de verdadeiro desespero para aceder a alguns serviços destes espaços, especialmente para a emissão ou renovação do Cartão de Cidadão.
São longas as filas que se formam mesmo antes da abertura dos serviços - 8.30 horas na Loja do Cidadão e 9 horas na Conservatória - com os utentes a procurar garantir as respectivas senhas.
Na Conservatória de Braga a fila chegava, na manhã de ontem, à Avenida Central, com dezenas de pessoas a procurar obter senhas de atendimento.
Pelas 9 hora da manhã Sónia tinha a senha n.º 70. Às 15.30 horas ainda não tinha sido atendida. “Quero renovar o meu Cartão de Cidadão porque já caducou”, indicou-nos a bracarense que se fazia acompanhar pelo seu filho de 5 anos. “Já fomos almoçar e regressámos.?Espero ser atendida antes da hora do fecho. Apesar de tudo tive sorte tendo em conta que algumas pessoas que estavam atrás de mim já não conseguiram senha, acabando por ir embora”, continua a utente que já tinha passado em dias anteriores pela Loja do Cidadão, revelando que o cenário é idêntico. “Também num dia de manhã, por volta das 11 horas, tentei obter senha e não consegui”, revela.
A maioria dos utentes que por estes dias acorrem a estes serviços é emigrante. São eles quem mais reclamam com o tempo de espera. Pelas 15.30 horas, Albino Paulo, emigrante em Inglaterra, era o rosto do desespero e da frustração. Estava à espera de ser atendido desde as 9 horas, embora tenha chegado mais cedo para obter senha. “Quando cheguei já tinha uma fila enorme à minha frente. Pelo que ouvi dizer, algumas pessoas estavam cá desde madrugada. É uma vergonha! Já vim cá três vezes de propósito para renovar o meu Cartão de Cidadão e penso que vou voltar para Inglaterra sem o conseguir. Mas não é uma situação só de Braga. Sou de Vizela e vim cá porque pensei que seria mais rápido, mas é pior”, avança o emigrante que já recorreu aos serviços de Penafiel e Felgueiras. “Penso que não deveria existir Registo Civil. Afinal, é uma perca de tempo cá vir. Deveria ser tudo automático. É preciso uma grande dose de paciência para estar aqui um dia inteiro correndo o risco de nem sequer ser atendido!”, continua.
“Isto é péssimo, tal como o país que mais parece de terceiro mundo do que europeu”, atira Miranda Costa, outro emigrante, visivelmente revoltado. “É preciso mais gente a trabalhar. Se há mais pessoas a requisitar os serviços nesta altura do ano, o governo tem de reforçar o número de trabalhadores. Isto é inadmissível”!, aponta Miranda, migrante em França, que pretendia renovar o seu Cartão de Cidadão.
Catarina perdeu o seu Cartão de Cidadão e teve de se sujeitar a este cenário. “A semana passada tentei ir à Loja do Cidadão, mas estava muito pior”, conta-nos a bracarense que esperou praticamente o horário de funcionamento da conservatória para obter um novo título.
Fonte da conservatória revelou que são vários os moticos que tem conduzido a esta suituação, a começar pelo aumento do número de emigrantes que nesta altura do ano acedem a estes serviços. De acordo com a mesma fonte, muitos consulados foram desactivados em alguns países, levando os emigrante a escolher o seu país de origem para tratar deste tipo de burocracia.
A questão do Brexit em Inglaterra, país com uma forte comunidade portuguesa, também não têm sido alheia a esta situação, assim como a greve dos trabalhadores do registos na semana passada (entretanto desconvocada).

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.