Música

Apocalyptica no Coliseu do Porto

  • 2015-04-20

Após o sucesso mundial de '7th Symphony' (2010), os violoncelistas finlandeses dedicaram-se a vários projetos aclamados pela crítica, estando finalmente a ultimar o seu oitavo álbum de estúdio.
A edição está agendada para o início de 2015 e será promovida por uma extensa digressão que inclui duas datas em Portugal.

Desde a sua criação em 1993 que os Apocalyptica têm jogado com as formas e estruturas clássicas despoletando sempre projetos novos e imprevisíveis. Vinte e um anos depois de uma carreira global superior a mais de 1000 concertos ao vivo realizados em mais de 50 países, o grupo continua a reinventar-se e a despertar enorme atenção nos meios de comunicação e nas tabelas de vendas de todos os continentes.

Três anos após o lançamento de '7th Symphony' o grupo fez uma pausa para se dedicar a projetos musicais diferentes. Enquanto Eicca Toppinen mudou para a bateria na sua banda paralela Cherry and the Vipers, Mikko Sirén tocou violoncelo no novo álbum dos Emigrate - o projeto de Richard Kruspe dos Rammstein - e apresentou-se ao vivo com Cheek - o maior artista hip-hop da Finlândia - que esgotou duas vezes o Estádio Olímpico de Helsínquia. Paavo Lotjonen colaborou com Tipe Johnson (Leningrad Cowboys, Apocalyptica) e Perttu Kivilaakso ganhou ainda mais aclamação da imprensa com concertos de música de câmara. Além disso os Apocalyptica criaram novo material e apresentaram-se ao vivo no evento multimédia 'Wagner Reloaded', do premiado coreógrafo Gregor Seyffert. No início deste ano o mais recente projeto dos Apocalyptica - 'Apocalyptic Symphony' - assinalou a sua primeira digressão com um grupo de música clássica, o Avanti! Chamber Orchestra. «Estamos em grande forma» - diz Toppinen - «e ainda com fome para fazer-mos música juntos. Se queres experimentar coisas novas nunca sabes onde vais parar mas estamos motivados e as nossas cabeças estão cheias de ideias novas. '

Tendo colaborado com artistas como Gavin Rossdale, Dave Lombardo, e Ville Valo em anteriores álbuns de estúdio, os Apocalyptica assumiram agora um novo desafio musical: para o próximo LP a banda está a trabalhar com Franky Perez como vocalista exclusivo, colaboração que se estenderá às digressões. Perez lançou seu disco de estreia em 2003, juntando-se mais tarde a Daron Malakian dos System of a Down e a John Dolmayan no coletivo Scars on Broadway. Em 2009, Perez foi anunciado como vocalista da banda solo do ex-Guns’N’Roses Slash, seguindo-se colaborações com Dave Kushner (Velvet Revolver), Scott Shriner (Weezer), Joey Castillo (Queens of the Stone Age) e Dave Warren (Os Simpsons) como Pusher Jones. Depois de ser convidado para vocalista dos The Doors no Festival de Música LA Sunset Strip, em 2013 lançou o álbum a solo 'Addict'. Para os Apocalyptica, trabalhar com Perez em todo o projeto eleva a sua visão musical a um novo nível de coerência entre produção de estúdio e performance ao vivo, assim como renova o foco na homogeneidade da banda, após os recentes projetos paralelos. O novo álbum será lançado no início de 2015, seguido por uma extensa digressão que passará por Portugal em Abril.

QUANDO
20 Abr 2015
ONDE
Coliseu do Porto, Porto
QUANTO
24€ - 30€
HORAS
21H00

130 itens ver mais
77 itens ver mais
1043 itens ver mais

Top Música

Tempo

Farmácias de serviço

Classificados

mapa do site

2008 © todos os direitos reservados ARCADA NOVA - comunicação, marketing e publicidade, S.A. | concept by: Cápsula - soluções multimédia