Correio do Minho

Braga, sexta-feira

112... sabe o que é?

Amarelos há muitos...

Escreve quem sabe

2010-03-06 às 06h00

Fernando Viana

Onúmero 112, pode ser digitado a partir de qualquer telefone fixo ou móvel de qualquer país da União Europeia, é gratuito e foi criado para dar resposta às situações de emergência nos dife-rentes países da União Europeia, que exijam o recurso a ambulâncias, bombeiros e polícias.
Sabia que nos telefones móveis este número pode ser digitado mesmo com o telemóvel bloqueado?

Curiosamente, o número 112, criado em 1991 (e substituindo o nosso longínquo 115) é ainda relativamente pouco conhecido:
• Apenas 27% dos portugueses afirmam conhecer o número de emergência 112;
• Nos restantes Estados-membros, apenas 24% dos europeus conhecem o número de emer-gência 112;
• Segundo os dados do Eurobarómetro, 28% das pessoas que contactam o 112 a partir do estrangeiro, revelaram problemas linguísticos.

A Comissão Europeia apelou recentemente aos diferentes Estados-membros para que intensifiquem as campanhas de divulgação do número 112, o nú- mero de emergência único para toda a Europa, tendo inclusive, decidido passar a comemorar o dia Europeu da Emergência. Sabe quando?
Claro que tinha de ser a 11 de Fevereiro.

Segundo o eurodeputado polaco Jacek Wolski é muito importante esta divulgação e este conhecimento por parte da população europeia. Diz ele: “Todos os anos, 150 milhões de cidadãos da UE atravessam as respectivas fronteiras. É importante que tenham boas práticas em caso de emergência, e que liguem para o mesmo número onde quer que se encontrem.”
Assim, o número 112 deve ser utilizado em qualquer situação de emergência em que seja necessário chamar uma ambulância, os bombeiros ou a polícia. Por exemplo:
• Se for vítima ou testemunha de um acidente rodoviário grave;
• Se vir um incêndio num edifício;
• Caso se aperceba que estão a assaltar uma casa.

Pelo contrário nunca se deve utilizar o 112 para situações diferentes daquelas para que foi criado, como por exemplo:
• Para obter informações sobre tráfego rodoviário;
• Para obter previsões meteorológicas ou
• Para obter informações de carácter geral.

Efectivamente, não se deve sobrecarregar o sistema em vão, impedindo ou dificultando o acesso por parte de todos aqueles que ligam em verdadeiras situações de emergência.
Caso tenha necessidade de ligar para o 112, não se esqueça destes passos fundamentais:
1. Dê o seu nome, morada e n.º de telefone;
2. Onde (o local exacto da ocorrência): rua e n.º de porta, estrada e outros pontos de referência;
3. O quê (descrever o tipo de ocorrência: acidente, incêndio florestal ou outro, parto, doença súbita, intoxicação,…);
4. Quem (vítima/doente, n.º de pessoas afectadas).

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

11 Dezembro 2018

O conceito de Natal

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.