Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +

A Abertura do Ano Escutista

Chegou uma banda desenhada de sucesso...

Escreve quem sabe

2012-10-12 às 06h00

Carlos Alberto Pereira Carlos Alberto Pereira

No Corpo Nacional de Escutas o ano escutista inicia-se depois do período de férias, para marcar este arranque das atividades os Agrupamentos e as Regiões promovem uma ação que, em muitos lados, se designa por “abertura do ano escutista”.

Ao nível das regiões esta abertura permite fortalecer o espírito de corpo pela participação maciça de grande parte do seu efetivo e pelo lançamento da temática para o ano escutista que se inicia.

A Região de Braga, vai proceder à realização desta atividade, no dia 14 de outubro, na cidade de Braga, por isso ela não deixará de ter um duplo enquadramento. Por um lado, insere-se no âmbito da Capital Europeia da Juventude, ora, sendo o CNE o maior movimento de juventude não podia ficar alheio a esta dimensão que a Cidade quis assumir. Por outro lado, o dia 11 de outubro marca o início do Ano da Fé proclamado pelo papa Bento XVI, e o CNE, enquanto escutismo católico, não pode, nem quer, deixar de estar presente neste momento marcante da vida da Igreja.

Feliz coincidência esta de, num enquadramento de Braga Capital Europeia da Juventude, vermos os mais de dez mil jovens inscritos na abertura do ano escutista, terem jogos de cidade vocacionados para a descoberta cultura e social agindo à Luz da Fé que professam e que vivem, tendo como referencia o apóstolo São Pedro, ele que foi a “pedra” sobre a qual se edificou a Igreja e que foi uma das colunas da fé católica.

Na sua Carta Apostólica, Porta Fidei, o papa Bento XVI afirma: “decidi proclamar um Ano da Fé. Este terá início a 11 de Outubro de 2012, no cinquentenário da abertura do Concílio Vaticano II, e terminará na Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo, a 24 de Novembro de 2013. Na referida data de 11 de Outubro de 2012, completar-se-ão também vinte anos da publicação do Catecismo da Igreja Católica, texto promulgado pelo meu Predecessor, o Beato Papa João Paulo II, com o objectivo de ilustrar a todos os fiéis a força e a beleza da fé.

Esta obra, verdadeiro fruto do Concílio Vaticano II, foi desejada pelo Sínodo Extraordinário dos Bispos de 1985 como instrumento ao serviço da catequese e foi realizado com a colaboração de todo o episcopado da Igreja Católica.

E uma Assembleia Geral do Sínodo dos Bispos foi convocada por mim, precisamente para o mês de Outubro de 2012, tendo por tema A nova evangelização para a transmissão da fé cristã. Será uma ocasião propícia para introduzir o complexo eclesial inteiro num tempo de particular reflexão e redescoberta da fé”, os dez mil escuteiros terão a oportunidade de, participando nesta atividade, estarem irmanado com a universalidade dos crentes e dos jovens, certos que as palavras do papa João Paulo II continuam a ter a acutilância do grande Pastor que foi: “os textos deixados em herança pelos Padres Conciliares não perdem o seu valor nem a sua beleza. É necessário fazê-los ler de forma tal que possam ser conhecidos e assimilados como textos qualificados e normativos do Magistério, no âmbito da Tradição da Igreja.

Sinto hoje ainda mais intensamente o dever de indicar o Concílio como a grande graça de que beneficiou a Igreja no século XX: nele se encontra uma bússola segura para nos orientar no caminho do século que começa” (Carta Apostólica Carta Apostólica, Novo millennio ineunte). Curiosa esta ideia de bússola, expressa elo Beato João Paulo II, pois sendo um instrumento de orientação precioso para qualquer escuteiro, que a todos ajuda nas suas caminhadas pela natureza, também aqui os ajuda a encontrar o sentido deste caminho terreno, no desafio que este pontífice, conhecido como o para dos jovens, formulou na sua mensagem para a XV Jornada Mundial da Juventude “Jovens de todos os continentes, não tenhais medo de ser os santos do novo milénio”.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

25 Fevereiro 2020

Acordo UE-UK. O fator Boris

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.