Correio do Minho

Braga, quarta-feira

A Biblioteca Escolar da ESCA

Um convite da Comissão Europeia para quem gosta de línguas

Voz às Escolas

2011-06-27 às 06h00

Hortense Lopes dos Santos

Das alterações sentidas na ESCA com as obras de modernização, as mudanças na nossa biblioteca foram muito significativas, quer pela área ocupada, quer pela diversificação dos espaços, destinados a leitura formal e informal, espaço multimédia, espaço de exposições e espaço Dória.
Temos uma biblioteca espaçosa, ampla, acessível, confortável, atraente para toda a comunidade.

Esperávamos uma utilização frequente principalmente pelos alunos e pelos professores. De facto, a frequência da Biblioteca Escolar (BE) superou todas as expectativas. É com muita satisfação que verificamos a quantidade de utilizadores que passam diariamente pela biblioteca para estudar ou trabalhar individualmente ou em grupo. Pretende-mos corresponder aos muitos pedidos de livros e outros materiais, actualizando o espólio do agrado de todos e muito requisitado.

Os novos espaços proporcionaram uma diversidade de actividades muito participadas por toda a comunidade educativa, sob a orientação de uma equipa cujo trabalho não podemos deixar de reconhecer e enaltecer.
No ano lectivo que agora termina realizaram-se diversas actividades neste espaço nobre da ESCA. Recebemos os seguintes escritores: Onésimo Teotónio Almeida, Valter Hugo Mãe, Richard Zimler, Manuel Rui.

Foram realizadas conferências sobre assuntos abrangentes e polémicos: Eutanásia e Testamento Vital (Dra. Laura Santos), o Livre Arbítrio (Dra. Luísa Albuquerque); o Professor Mário Garcia falou-nos de Fernando Pessoa.

Comemoramos, entre outros, o Dia da Música, o Dia das Bibliotecas Escolares, o Dia Mundial da Poesia e da Árvore, o Centenário da República (os nossos agradecimentos à Escola B 2/3 André Soares pelo empréstimo da exposição sobre a República) e, claro, o Dia da Escola (24 de Janeiro). Concursos, leituras, exposições já são actividades habituais, amplamente publicitadas e participadas por elementos da comunidade escolar.

A Biblioteca Escolar é favoravelmente avaliada pelos nossos alunos que, no entanto, não deixam de referir como ponto fraco a qualidade do material informático e o acesso à internet. Consciente destes constrangimentos, a Direcção tudo fará para os superar.

Por último, não podemos deixar de salientar uma das actividades mais emblemáticas (perdoem-nos se formos injustos para os demais). Um grupo de trabalho de Área de Projecto do 12ºI desenvolveu um projecto de abertura da ESCA aos alunos do 1ºciclo da Escola de S. Victor.

A BE esteve cheia de meninos e meninas que se familiarizaram com a escola, com os livros que já conheciam e com os livros em Braille e que ouviram a nossa Cátia, uma das nossas alunas invisuais, falar sobre a sua invisualidade com a alegria que todos os que a conhecem lhe louvam.
Num clima de descontracção e muita curiosidade, a Biblioteca Escolar conseguiu mostrar-lhes que a ESCA continua a ser uma escola inclusiva, aberta e de excelência.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

15 Outubro 2018

Greve

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.