Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +

A Biblioteca Escolar – Um contributo fundamental para ler o mundo

2021: o ano da oportunidade

A Biblioteca Escolar – Um contributo fundamental para ler o mundo

Voz às Escolas

2020-11-30 às 06h00

Hortense Lopes dos Santos Hortense Lopes dos Santos

“Porque eu sou do tamanho do que vejo/E não do tamanho da minha altura…”.
Alberto Caeiro, “O Guardador de Rebanhos – Poema VII”

O Agrupamento de Escolas Carlos Amarante conta com o serviço de três bibliotecas escolares, uma com sede na escola secundária, outra situada na escola básica de 2.º e 3.º ciclos de Gualtar e uma terceira na escola básica de 1º ciclo, também em Gualtar. Esta última biblioteca, inaugurada em 2018, destina-se a um público infantil, que inicia a sua atividade escolar com a curiosidade própria da idade e a avidez de conhecer e explorar tudo o que a escola e o mundo têm para oferecer.
Como lembra Alberto Manguel: “O amor às bibliotecas, como a maioria dos amores, tem de ser aprendido. Ninguém que entre pela primeira vez numa sala feita de livros pode saber instintivamente que comportamento ter, o que o espera, o que se promete e o que é permitido.” É este trabalho que se tem vindo a fazer na biblioteca da escola básica de 1º ciclo de Gualtar, o trabalho de mostrar este espaço como um lugar onde os livros e a leitura estimulam a imaginação, a criatividade, a descoberta, o pensamento crítico, a aprendizagem e o conhecimento.

Conhecendo as idiossincrasias da sociedade da informação e do conhecimento do século XXI, altamente marcada pela (r)evolução digital e pelas redes sociais, compreendemos que a biblioteca deixou de ser apenas uma “sala feita de livros”, utilizando as palavras de Manguel, para se tornar num espaço conceptual onde há lugar para o desenvolvimento de literacias várias, nomeadamente a literacia dos média, da informação e, claro, da leitura, que agora não se cinge ao livro e pode ser realizada com recurso a diferentes meios tecnológicos.

Consciente desta realidade, a Rede de Bibliotecas Escolares promove várias candidaturas que não apenas promovem e potenciam a leitura, como também impulsionam e exponenciam o trabalho colaborativo entre a biblioteca e a sala de aula. Uma das candidaturas que a RBE abre anualmente intitula-se “Leituras… com a Biblioteca” e foi no âmbito desta iniciativa que a biblioteca da escola de 1º ciclo de Gualtar se candidatou com o projeto “Jornal Digit@l_Mente”, que foi selecionado e apoiado por aquela entidade.

O “Jornal Digit@l_Mente” alicerça-se na confluência de dois eixos. O primeiro visa desenvolver as competências de leitura e escrita, maioritariamente de textos não literários e multimodais, cujas temáticas estão interligadas com os domínios da estratégia da educação para a cidadania do Agrupamento - a interculturalidade e o desenvolvimento sustentável. O segundo eixo pretende formar para os media desenvolvendo, ao mesmo tempo, competências digitais e tecnológicas. Neste caso, o enfoque é colocado em sessões formativas sobre ferramentas digitais vocacionadas para a redação e edição de texto. Pretende-se que a leitura orientada e a escrita associada a meios digitais catapultem o interesse dos alunos em produzirem um trabalho de equipa que se consubstancie na redação de um jornal online, que evidencie as suas leituras, pesquisas e descobertas.

O trabalho colaborativo em sala de aula entre os professores titulares e a professora bibliotecária já está em curso. Até ao momento, os alunos dos 3º e 4º anos refletiram sobre a evolução e a importância dos media na nossa sociedade, redigiram uma notícia, elaboraram um guião de entrevista e tomaram conhecimento dos seus direitos enquanto utilizadores da internet. Em todas as sessões realizadas enfatiza-se a participação, o empenho e o interesse dos alunos por conhecerem mais sobre assuntos tão atuais e pertinentes que fazem parte do seu quotidiano. As primeiras impressões dos alunos quanto ao trabalho já desenvolvido foram registadas num mural digital (padlet) e são muito positivas.

Quando há um ano se elaborava o projeto “Jornal Digit@l_Mente” estávamos longe de adivinhar o que o futuro próximo nos reservava e, portanto, não podíamos prever que o digital iria dominar tão rápida e intensamente a nossa vida pessoal, social e profissional. Hoje, com mais certeza e convicção, podemos afirmar que o projeto em curso pode ser um contributo muito pertinente na formação destes alunos e um passo muito importante para compreenderem e fazerem jus às palavras de Alberto Caeiro: “(…) eu sou do tamanho do que vejo / E não do tamanho da minha altura…”. E assim se trabalha nas nossas bibliotecas escolares!
* Este texto teve a colaboração da professora bibliotecária da EB1 de Gualtar, Cristina Gonçalves.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

18 Janeiro 2021

38 anos de Amanhecer

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho