Correio do Minho

Braga, quarta-feira

A lei da rolha

Sem Confiança perde-se a credibilidade

Ideias

2017-07-20 às 06h00

Paulo Monteiro

Depois das histórias do SIRESP e de Tancos, de que ontem aqui escrevi, hoje, e bem a propósito, o tema é a ‘lei da rolha’.
De facto, era o que faltava. E, mais uma vez, este tema que na segunda-feira começou a dar muito que falar, não é inocente e acaba por dar razão às respostas que não surgem nos casos anteriores. Ou seja... as contradições são muitas, os discursos não coincidem, o SIRESP falha agora, mas não falha a seguir, e por aí fora...
Por isso, o melhor é... só um falar. E tal atitude não tem qualquer cabimento. Até dá arrepios só de pensar num regresso ao passado.

A Autoridade Nacional de Protecção Civil anunciou que os comandantes de bombeiros estão proibidos de dar informações sobre os incêndios e que essa função passa agora a ser da responsabilidade da Protecção Civil com dois ‘briefings’ diários, incluindo aos fins-de-semana, sobre os incêndios do país, um de manhã e outro ao final do dia e sempre centralizados em Carnaxide.
Até parece que os comandantes são os culpados do que tem acontecido. É por falarem que há mais incêndios? Que se trabalha menos? Que se dedicam menos? Que o SIRESP falha?
Tenham juízo...

Eles são autênticos heróis e os seus ‘soldados da paz’ também, apesar de tantas falhas em termos técnicos que existem...
Faço minhas as palavras de Martim Silva, ontem, no ‘Expresso’: “em plena época de combate aos fogos, a Autoridade Nacional de Protecção Civil decide impedir declarações dos comandantes de bombeiros. Era exactamente isso que o país precisava. A partir de agora vai correr tudo lindamente...”.
Pois... um autêntico disparate. É mesmo caso para ter juízo! Até se pensa que por não se falar, tudo se esquece e tudo corre sobre rodas.
Enfim! Esperemos por próximos capítulos.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.