Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +

A Rede de Bibliotecas Públicas do Alto Minho

Ganó el estilo Rueda*

A Rede de Bibliotecas Públicas do Alto Minho

Voz às Bibliotecas

2023-05-25 às 06h00

Rui A. Faria Viana Rui A. Faria Viana

No dia 12 de Novembro de 2018 foi constituída a Rede Intermunicipal de Bibliotecas Públicas do Alto Minho (RIBAM) em resultado de um protocolo de cooperação en-tre a Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho) e a Direcção Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB). Integram esta rede a Biblioteca Municipal Tomaz de Figueiredo (de Arcos de Valdevez), a Biblioteca Municipal de Caminha, a Biblioteca Municipal de Melgaço, a Biblioteca Municipal de Monção, a Biblioteca Municipal Aquilino Ribeiro (de Pa-redes de Coura), a Biblioteca Municipal de Ponte da Barca, a Biblioteca Municipal de Ponte de Lima, a Biblioteca Municipal de Valença, a Biblioteca Municipal de Viana do Castelo e a Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira. A formalização deste protocolo e a consequente criação desta associação de bibliotecas públicas teve como objectivo fundamental reforçar a importância do trabalho em rede que pontualmente vinha a ser desenvolvido entre as dez bibliotecas públicas municipais no âmbito da promoção do livro e da leitura na região. Entre outros aspectos, a cooperação agora firmada, compreende o estabelecimento de uma colaboração com vista a criar e dar continuidade à organização e gestão de projectos de intervenção e cooperação na área das bibliotecas; contribuir para o processo de modernização administrativa tornando os processos mais eficientes; promover a criação de procedimentos comuns uniformizados respeitando o princípio da equidade intermunicipal que conduzam à promoção da identidade regional enquanto comunidade; realizar projectos conjuntos de apoio às respectivas comunidades através da execução de programas nas diferentes áreas, promovendo a sua qualidade de vida, em constante diálogo com as instituições e diferentes agentes de intervenção local e regional, fomentando a dinâmica do trabalho e parcerias efectivas; e desenvolver em colaboração com as bibliotecas e as entidades formadoras, actividades de formação/informação e autoformação nos domínios da ciência da informação e documentação, promoção de literacias e da cidadania, tecnologias da informação e comunicação e outras relacionadas com a área de actuação das bibliotecas.
Desde a constituição desta rede, para além de alguns documentos reguladores da sua actividade, diversos projectos foram postos em prática. Deles, ressalto “Alto Minho a Ler: uma estratégia para o sucesso escolar” (2018-2020); o “Clube de leitura online” (2021) com várias sessões já realizadas; os encontros literários do Alto Minho sob o tema “As palavras que nos unem” (Abril e Outubro de 2022) e, no âmbito do projecto “Inclusão activa de grupos vulneráveis – Cultura Para Todos”, em que se pretendeu juntar a participação de diferentes autores portugueses, unir todos os públicos em torno dos livros, proporcionar uma reflexão sobre o poder das palavras no combate das desigualdades, alertar para a exclusão e motivar colectivamente para a coesão social em que, neste último caso, a programação privilegiou conteúdos em multiformato como audiodescrição do programa, traduções em braille e interpretação em língua gestual portuguesa, para assegurar a efectiva participação de todos os públicos. Mas, do conjunto de iniciativas e projectos até agora realizados, realçamos o lançamento, em Setembro de 2020, do Portal Agregador do Catálogo Colectivo das Bibliotecas da RIBAM que tem por finalidade proporcionar serviços de informação adequados aos cidadãos, às empresas locais, associações e grupos de interesse, contribuindo para a qualificação dos serviços das bibliotecas públicas e para promover e consolidar os laços com a sua comunidade. Este portal online agrega as colecções e fundos documentais das dez bibliotecas públicas municipais do Alto Minho e permite a pesquisa centralizada de um catálogo colectivo, relativo a recursos tão distintivos e importantes de cada município, ao mesmo tempo que confere uma outra dimensão ao papel das bibliotecas, assente num trabalho em rede, colaborativo e intermunicipal de promoção do conhecimento local e da preservação e fruição da herança cultu- ral do território.
Convém referir que a constituição deste grupo de trabalho intermunicipal na área das bibliotecas públicas é uma estratégia interessante uma vez que estes equipamentos municipais evidenciam cada vez mais resultados e impactos positivos na área dos municípios onde estão implantados. A maior visibilidade do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pelas bibliotecas no seio das comunidades locais poderá ser aqui importante numa estratégia de inclusão de serviços fundamentais para a construção de uma cidadania responsável.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Bibliotecas

25 Janeiro 2024

Ler mais, mais alto

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho