Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +

A Saúde Pública de Braga!

Natural(mente)... Março

A Saúde Pública de Braga!

Voz às Escolas

2021-01-04 às 06h00

Maria da Graça Moura Maria da Graça Moura

A começar este novo ano, um merecido agradecimento a uma grande equipa - a Saúde Pública de Braga (USP).
A USP funciona como observatório de saúde da área geodemográfica do ACES em que se integra, competindo-lhe, designadamente, elaborar informação e planos em domínios da saúde pública, proceder à vigilância epidemiológica, gerir programas de intervenção no âmbito da prevenção, promoção e proteção da saúde da população em geral ou de grupos espe- cíficos e colaborar, de acordo com a legislação respetiva, no exercício das funções de autoridade de saúde.

A equipa da USP é composta por médicos de saúde pública, enfermeiros de saúde pública ou de saúde comunitária e técnicos de saúde ambiental, integrando ainda, em permanência ou em colaboração temporária, outros profissionais que forem considerados necessários na área da saúde pública.
Recordando março, pouco (ou nada) foi necessário articular com a USP nessa primeira fase, no que respeita a casos de infeção. A colaboração focou-se no aconselhamento para a elaboração dos Planos de Contingência e orientação sobre procedimentos na preparação do regresso.

Este regresso de todos os alunos (em maio e junho apenas uma parte voltou) concretizou-se em setembro. As escolas estavam avisadas, empenhadas, preparadas, acreditando que tudo correria bem, apesar dos medos, dos receios. Mas, quando os casos começaram a surgir, quando os encarregados de educação começaram a receber mensagens de isolamento, marcação de testes, pedidos de declarações para a entidade patronal, as dúvidas incessantes, os telefonemas que ninguém conseguia atender, uma gigante bola de neve começou a rolar, crescendo, crescendo. A USP enfrentou heroicamente tantas e tantas solicitações, telefonemas sem fim, mensagens eletrónicas aos milhares, com capacidade humana no limite para dar eficaz resposta.

As famílias voltavam as suas ansiedades para a escola e a escola precisava de apoio de especialistas. E foi nesta fase que este se revelou tão importante. Percebeu-se o amontoar de trabalho de toda a equipa, percebeu-se o cansaço, mas a disponibilidade continuava bem visível. As escolas criaram canais de comunicação com a Saúde Pública e o temor diminuiu. As dúvidas tinham resposta, aos poucos afinaram-se os procedimentos, encontraram-se os melhores caminhos, as melhores soluções. A USP, sempre em articulação com os diretores dos agrupamentos, abraçou as suas necessidades. Foram designados interlocutores e cada vez mais o processo se tornou ágil, as respostas aos receios tornaram-se cada vez mais rápidas, mais eficazes.

Não tenho a menor dúvida de que tudo correu melhor porque este elo do processo, um dos mais importantes, ou talvez o fundamental, não deixou a corrente quebrar. Fruto da extrema dedicação dos profissionais de Saúde Pública de Braga.
Diversas turmas ficaram em isolamento profilático e o número de testes a marcar e de declarações a passar aumentava diariamente, causando, naturalmente, alguns atrasos.
Para melhor esclarecer e serenar, foram realizadas várias sessões webinar com a participação de um elemento da USP e direcionadas a toda a comunidade André Soares. Todos os que puderam e quiseram participar, tiveram uma boa oportunidade para ouvir os esclarecimentos e colocar questões.
Terminado o primeiro período escolar, resta-nos a confiança num sistema que nos acompanhará, lado a lado, até ao final desta caminhada.

BEM HAJAM!
Que 2021 seja mais leve para todos vós, para todos nós!

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

01 Março 2021

Escola vazia!

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho