Correio do Minho

Braga, terça-feira

A TAP e a Galiza

Dar banho às virgens

Ideias

2017-02-03 às 06h00

Paulo Monteiro

A TAP volta a estar na ordem do dia e, mais uma vez, por maus motivos. A semana começou com notícias dadas pelo ‘JN’ de que as viagens de longo curso da TAP são mais baratas a partir de Vigo, na Galiza, do que do Porto. O jornal chega mesmo a destacar que a diferença de preço pode ir dos 100 euros para as tarifas mais baixas, até aos 600 euros para a classe executiva.

A TAP justifica estas diferenças com factores como o número de voos diários, a duração da viagem, preços de mercado, entre outras. Ontem foi a vez do presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, se insurgir contra a operadora nacional e contra o Governo. As suas palavras são claras: “se a TAP for 100% privada pode fazer o que quiser (...) e se não quiser operar para o Porto, ou operar a partir do aeroporto de Beja, é livre de o fazer (...). A questão é que a TAP nunca foi verdadeiramente privatizada”. E, assim, quem sofre é o Norte. Mais uma vez.

O Norte que é a mola da economia nacional. E o Minho também. Minho que teve uma boa notícia no final do ano quando as empresas de transportes de mercadorias deixaram de ser discriminadas porque o regime do gasóleo foi alargado a todo o país... Assim não precisavam de ir abastecer à Galiza por ser mais barato mas... agora é “preciso” ir à Galiza para apanhar um avião para ir para muito longe...

E, nem de propósito... Ontem alguém me dizia: “num seminário disse que Braga até tinha um aeroporto. E isso é assumido. Estamos mais perto do Aeroporto do Porto do que muitas outras cidades com aeroporto próprio”.
É verdade. E agora, como ficamos? Vamos continuar a ter aeroporto? Vamos continuar a ter TAP? Ao menos que não apareça nenhum ministro a pedir para não irmos apanhar o voo à Galiza...

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

13 Novembro 2018

Braga Capital

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.