Correio do Minho

Braga, terça-feira

'A última jogada', por Ana Duarte e Débora Val

Desprezar a Identidade, Comprometer o Futuro

Conta o Leitor

2010-07-22 às 06h00

Escritor

Rui tinha saudades daquele casino, apesar de lhe trazer más recordações. Decidiu lá voltar para enfrentar os seus medos; não deixaria de jogar por conta da sua terrível perda.

Olhou, com calma e desconfiança, para todas as mesas. Escolheu uma mesa ao acaso e sentou-se: estava pronto para começar o jogo. O dealer estava a dar as cartas, e Rui mantinha sempre a cabeça para baixo, a olhar para o seu jogo. Ganhou a primeira mão com um Trio de 9. De repente, enfadado, olhou para o lado e vê, estranha coincidência!, a sua executora da última vez que jogou, Jack. Ficou a olhar para ela com cara de pasmo. Parecia diferente, mas não sabia em quê. Jack, sentindo-se observada, olhou para Rui. Ficaram a olhar-se mutuamente, até que ela foi ter com ele. Rui entrou em pânico:

- Não… te imaginava por aqui - gaguejou Rui enquanto se levantava.
- Já não te via há algum tempo, desde que ganhei o teu Poker com um par de 2…
- Sim…
- Ainda sem palavras? - Rui não respondeu, ela continuou - espero não ter ferido o teu ego de macho.
- Só me ferias o ego se… Quero a desforra.
- Hm, corajoso… quer perder outra vez?
- Isso vê-se depois…

Jack sentou-se na mesa, à sua frente. O dealer deu as cartas. Rui lembrava-se perfeitamente da última vez que jogou com ela e da sua expressão ao fazer bluff. Era difícil perder agora.
Rui olhou as suas cartas: Ás e Rei. Boa e má mão: teria de ver as cartas da mesa. Beatriz parecia calma, tinha um 7 e uma Dama. O dealer distribuiu as cartas pela mesa. Depois da River, os jogadores mostraram as suas mãos: Rui ganhara com carta alta. Jack continuava calma. As mãos foram-se jogando. Na sexta jogada, Rui recebeu um par de Valetes enquanto Jack tinha um 9 e um 10. Nas três cartas do flop, saiu um Valete de ouros, um dois de espadas e um quatro de paus. Apostaram. Na turn, calhou um dois de ouros. Rui tinha um trio e apostou. Jack, que não poderia fazer mais nada, desistiu. Começava a ficar ansiosa, pediu uma bebida.

- Então parece que estou a fazer uma limpeza às suas fichas nestes últimos 6 jogos - disse Rui.
Beatriz não respondeu. O dealer deu as cartas: Rui tinha um par de 10. Olhou para Jack, que estava inquieta. Virou-se o flop: um 10, um Rei e um Ás. Jack apostou tudo, mas Rui desta vez não iria cair na mesma armadilha, e cobriu a aposta. Na turn e na river saiu um 7 e um 3. Rui olhou para Jack: parecia feliz. Deveria estar a fazer bluff. Confiante em si, virou as suas cartas: trio de 10. Beatriz, ainda com o seu desalento, virou também as suas cartas: uma dama e um valete, fazendo uma sequência. Ganhou.

- Ok, isto já está a ficar repetitivo - resmungou Rui, batendo com a mão na mesa com raiva.
- Seria de pensar que eu não faria a mesma coisa duas vezes… - respondeu Beatriz recolhendo as suas fichas.
- Eu consegui tirar todos da mesa, menos tu!
- Já te ocorreu que eu sou melhor?
- Desisto - disse Rui para o dealer - vou para outro sítio mais amigável.
-Oh, então? Não fiques zangado. Por esta altura já te devias lembrar da minha alcunha…
Rui olhou para Beatriz com atenção; até era mulher bonita.
- Não queres vir tomar uma bebida comigo?
- Pagas tu? É que só aceito coisas de estranhos se forem de graça - respondeu Beatriz.
- Estranho?! Então eu não sou o teu inimigo?
- Não estás à minha altura… Mas podes ser meu amigo…
- Eu não tenho amigas.
- Porquê?
- Normalmente, ou elas acabam comigo ou eu com elas - respondeu, dando a bebida a Beatriz.
-Hum… Diz-se que entre um homem e uma mulher não há amizade, apenas amor, ódio, paixão, entre outras séries de coisas… - reflectiu Jack.
-Sim… - respondeu Rui, sem saber se concordava ou não.
-Isto é apenas um jogo de póquer… Sem ressentimentos? - questionou Jack
- Sim, sem ressentimentos. Vamos pôr à prova a teoria de que me falou… - disse Rui, pensando que nunca mais jogaria com Beatriz, The Jack.




Deixa o teu comentário

Últimas Conta o Leitor

31 Agosto 2018

Ingratidão

30 Agosto 2018

Humanum Amare Est

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.