Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +

A vereadora do PCP em Braga, Bárbara Barros, celebra a morte de Gorbachev?

A Árvore da Vida

A vereadora do PCP em Braga, Bárbara Barros, celebra a morte de Gorbachev?

Ideias Políticas

2022-09-06 às 06h00

Ana Macieira Ana Macieira

Assim como os seus camaradas a nível nacional, a vereadora do PCP, Bárbara Barros, posicionou-se publicamente de forma crítica relativamente ao ex-líder soviético Mikhail Gorbachev. A vereadora responsabilizou-o pela restauração do capitalismo na Rússia, declarando que iria celebrar a sua morte na Festa do Avante, quem sabe, tenha brindado juntamente com Adolfo Luxuria Canibal, vereador eleito pelo PS, que tem tomado uma série de posições polémicas sobre a questão da Guerra na Ucrânia tais como por exemplo: - “Não é descabido quando Putin fala de desnazificação da Ucrânia”.
Quer a vereadora do PCP, quer vereador do eleito pelo PS, Adolfo Luxuria Canibal, parecem estar perfeitamente alinhados no seu pensamento putinista. Pensamento tal, que já tem demonstrado caminhar na direção oposta a um caminho de paz.
O ex-líder soviético, Mikhail Gorbachev além de ter sido uma peça fundamental no fim da Guerra Fria, tendo isso galardoado com um Prémio Nobel da Paz, este era um dos maiores defensores da paz, agora na Guerra da Ucrânia. Por estes motivos, celebrar a morte de Gorbachev é celebrar o fim da paz e aplaudir ações como a que se vivem atualmente na Ucrânia.
Indiferentes às suas consequências devastadoras, aparentemente, nada comove os putinistas, que para todas as atrocidades encontram desculpa. As imagens da destruição das cidades são manipuladas e pura propaganda dos ucranianos. Como se os mísseis russos carregassem flores e borboletas e as imagens que a comunicação social deveria estar a passar era a de uma Ucrânia mais bonita a cada dia de guerra que passa. Depois vem o Putin gabar-se dos seus feitos e confirmar a destruição de alvos no país invadido. Nada que atrapalhe os nossos putinistas. Se há baixas entre os civis, a culpa é dos ucranianos que têm armamento nas cidades e usam a população como escudo. Ora, a guerra trava-se onde os civis vivem, queriam que os ucranianos se defendessem estendendo passadeiras vermelhas para os russos entrarem?
Os putinistas até podem admitir a existência de baixas entre os civis, mas nem um é uma vítima inocente. Os putinistas olham para os ucranianos e só vêem nazis. Assim como o Ventura só vê bandidos quando olha para negros, ciganos ou imigrantes. Para os putinistas, os ucranianos são o povo mais politizado do mundo. Todos, incluindo as crianças, são especialistas em geopolítica, estando mais do que a par das tramóias dos americanos, das intenções da NATO e de outras trafulhices levadas a cabo pelos países ocidentais. Portanto, todos se puseram a jeito, conscientes do risco que corriam. Só se perdem as que caem ao lado. Não sei como não acusam o Governo de estar a colocar-nos a todos em perigo ao permitir a vinda de milhares desses nazis para o nosso país. Os putinistas travam ainda uma luta sem tréguas contra quem se indigna com esta barbaridade. Sempre munidos das citações dos seus ídolos, seres superiores detentores da verdade absoluta, acusam quem não os acompanha de serem uma cambada de hipócritas que nunca se indignaram contra outras barbaridades, passadas e presentes. Ainda que tivessem toda a razão, já houve no passado coisas que não indignavam quase ninguém, que eram a normalidade, e passaram a indignar a maioria. Prova de que a Civilização evolui. E não há putinista que a consiga travar!

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias Políticas

06 Dezembro 2022

Palestina vencerá!

29 Novembro 2022

Braga, cidade aberta...

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho