Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Acidentes nas estradas: porque pioramos?

Escrever e falar bem Português

Ideias

2017-08-07 às 06h00

Paulo Monteiro

Os números tornados públicos esta semana sobre os acidentes nas estradas portuguesas entre Janeiro e Junho de- viam envergonhar-nos. Estávamos a ir no bom caminho com cada vez menos mortes nas estradas e, de repente, nos primeiros sete meses do ano passamos a ter mais 49 mortes do que o ano passado. Este ano morreram nas estradas 288 pessoas, contra 239 em 2016.
Morreram mais pessoas nas estradas e também foram registados mais acidentes: 72.658 (2017) contra 72.498 (2016), ou seja mais 160 acidentes.

Os números voltaram a crescer e ainda não encontraram razões para o sucedido. Uma probabilidade tem a ver com o facto da média de velocidade na estrada ter aumentado 1%, mas mesmo assim nada significativo para justificar tantas mortes.

Com estes dados nada positivos, tornados públicos pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, só temos que voltar a repensar em mais acções de fiscalização, em mais acções de sensibilização, para além da segurança nas estradas que em muitos locais deste país tem sido desmazelada, quando as outras vias alternativas são as auto-estradas.

Mais um dado: em relação ao número de mortos, o maior número surge no distrito do Porto (46), seguindo--se Setúbal (37) e Santarém (27). Lisboa está no quatro lugar com 26 mortes, sendo Braga o primeiro concelho minhoto no mapa com 14 mortes. A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária acaba de lançar a sua Campanha de Verão com o nome ‘Antes de conduzir PENSE’. Uma boa frase. Uma frase para todos pensarmos muito bem antes de conduzirmos. Este ano já chega de tanta morte nas estradas...

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.