Correio do Minho

Braga, sábado

André Soares, mais um desafio

Investir em obrigações: o que devo saber?

Voz às Escolas

2013-04-22 às 06h00

Maria da Graça Moura

Num passado não muito distante, a inclusão escolar e social da pessoa portadora de deficiência não era um problema da sociedade, mas do próprio, das famílias e de instituições criadas especificamente para responder às suas dificuldades.
As incapacidades eram uma ‘doença’ e os sistemas de saúde incumbiam-se de encontrar as melhores respostas, a nível da prevenção, da terapêutica e da reabilitação.

Surge então um novo paradigma, o modelo social, que assume o facto como um problema ético, de cidadania e de combate às desigualdades sociais, implicando a eliminação de barreiras do mais variado tipo.
Em 2001, o recenseamento da população apurou 636 059 pessoas portadoras de deficiência, representando 6,1% dos residentes em Portugal, com mais incidência na população masculina. 163 467 cegos ou com baixa visão; 156 470 com incapacidade motora; 15 265 com paralisia cerebral; 83 959 surdos; 7 238 com dificuldades intelectuais e desenvolvimentais e 146 293 com outras incapacidades. Em cerca de 14% das famílias existia, pelo menos, um membro com incapacidade.

De acordo com o último Relatório do Conselho Nacional de Educação, o número de alunos que beneficiam de medidas de Educação Especial tem vindo a aumentar. Em 2008/2009, 25 753, em 2009/2010, 31 778 e em 2010/2011, 43 708 alunos.
O Agrupamento de Escolas André Soares, além de responder a diferentes necessidades educativas especiais, criou em 2008 uma Unidade de Apoio Especializado para a educação de alunos com multideficiência e surdocegueira congénita, sobre a qual já tive oportunidade de escrever nesta mesma rubrica.

Porque estamos em presença de pessoas com níveis de desenvolvimento fortemente atípico e com perfis de funcionalidade muito peculiares, que necessitam de recursos humanos e materiais que lhes tornem possível o acesso a uma escola onde possam aprender com todas as crianças e lhes permitam usufruir das mesmas oportunidades, com coragem e determinação, propomo-nos enfrentar mais este desafio, visando ensinar alunos com capacidades e perfis de funcionalidade tão diferentes, proporcionando-lhes a continuidade mas também um alargamento de contextos e de contactos sociais, favorecendo-lhes, ao mesmo tempo, experiências pedagógicas privilegiadas e diversificadas, em perfeita sintonia com o Projeto Educativo, pois somos pela defesa de uma sociedade cívica, justa e mais humanizada; pela equidade educativa criando oportunidades através da implementação de medidas sociais, económicas e de apoio pedagógico que promovam o sucesso educativo de todos; pelo respeito pela diferença e valorização da escola inclusiva; pela valorização dos contextos e, entre ou-tras, pela garantia da prestação de um serviço público, que privilegie os interesses dos alunos no processo de ensino e de aprendizagem.

Já apresentamos à Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares as linhas gerais para a criação da nova Unidade de Apoio Especializado para o 2.º e 3.º ciclo deste Agrupamento, porque pretendemos promover a continuidade da participação destes alunos nas atividades curriculares e de enriquecimento curricular junto dos pares da turma e, sobretudo, organizar o processo de transição para a vida pós escolar.

É um grande desafio no atual contexto económico! Mas são as dificuldades e a diminuição de respostas aos problemas sociais que mais nos responsabilizam e mais nos envolvem! O Agrupamento de Escolas André Soares defende grandes valores! E os profissionais do Agrupamento, todos eles, são verdadeiros semeadores desses grandes valores!

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.