Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Aqui, Lá e Acolá

O Estado da União

Ideias Políticas

2012-04-17 às 06h00

Hugo Soares

As últimas semanas têm sido absolutamente vorazes em acontecimentos políticos que vão marcando a actualidade nacional e mundial. Fica o desafio para começarmos em Braga, corrermos o País, reflectirmos a Europa e olhar os acontecimentos na Guiné.

Em Braga, ficou conhecida a vontade da Câmara Municipal em privatizar a gestão dos parquímetros na cidade. O mesmo é dizer que o executivo ainda liderado por Mesquita Machado se demitiu da tutela das políticas de mobilidade do concelho, tudo fazendo - com os arranjos urbanísticos que agora começaram e com esta vergonhosa decisão em relação aos parquímetros - para empurrar os automobilistas para os parques de estacionamento privados.

Como se não bastasse, a Câmara Municipal procura com este negócio uma antecipação de receitas que se traduz num verdadeiro saque às gerações vindouras. Eng. Mesquita Machado, já ouviu falar em solidariedade inter-geracional? Mas nada que deva espantar em demasia os Bracarenses. Na verdade, hoje ninguém vê ou sabe do Presidente da Câmara Municipal.

O apoio, agora evidente, à candidatura de Vítor Sousa ao PS bracarense faz com que Mesquita Machado dê ao seu Vice-Presidente todo o palco do mundo. Por mim, tanto faz: ambos são responsáveis pela gestão da cidade; e se quiser saber quem é o Presidente da Câmara até 2013 olho a tribuna do Axa; aí, Mesquita ainda não deu o lugar a ninguém.

No País, soubemos sem novidade que o Governo está absolutamente empenhado em cumprir aquilo que foi acordado com a Troika e assim procurar reganhar a soberania nacional. Os resultados estão à vista e os mercados finalmente dão sinais de confiança em relação a Portugal.

Passos Coelho, nos Açores, afirmou que irá combater os privilégios instalados e realçou que a austeridade por si não basta. Sinais muito positivos de um Primeiro-Ministro que em nove meses (!) de governação já fez mais pelo País e pela moralização da vida pública que muitos outros em vários anos. No entanto, não posso deixar de constatar a trapalhada em que o Governo se viu envolvido a propósito dos subsídios de férias e natal.

A verdade é que os recuos e avanços (que eu percebo do ponto de vista de um governo responsável e verdadeiro que não se quer comprometer por desconhecer o que vai acontecer na europa até 2014…) afectaram a credibilidade de um Primeiro-Ministro e de um Ministro das Finanças que têm nela, na credibilidade, a sua marca distintiva. A coerência e a verdade são e devem ser os pilares da Governação. Esperemos, pois, que os Portugueses saibam distinguir o principal do acessório e que o Governo, o quanto antes, possa voltar a pagar os subsídios aos Portugueses que tanta falta fazem.

Na Europa, estamos de olhos postos nas eleições francesas. Acabei, há dias, de ler a última publicação de Mário Soares (“Um político assume-se”) e não posso deixar de concordar com ele: a europa carece de liderança. A verdade é que a crise que atravessamos impõe que a política se sobreponha a tudo o resto. Mas para isso é necessário que os políticos se assumam. Esperemos, pois, que um Sarkozy legitimado seja capaz de se impor à Alemanha, caso contrário nem a França terá salvação.

No mundo: parece clara que a luta nos E.U.A. se fará entre Obama e Romney. Espero mais à frente tomar partido! Já em África, a Guiné continua a assumir-se como um Estado falhado, sendo o seu povo prejudicado por lutas de poder desmedidas. À Comunidade Internacional cabe um papel fundamental no restabelecer da ordem e da legalidade naquele País. Que tudo termine em bem, é o que se deseja.

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias Políticas

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.