Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +

Bibliotecas humanas

A lampreia na Escola, uma aluna especial!

Bibliotecas humanas

Voz às Bibliotecas

2020-02-20 às 06h00

Aida Alves Aida Alves

“No Egipto, as bibliotecas eram chamadas ''Tesouro dos remédios da alma''. De fato é nelas que se cura a ignorância, a mais perigosa das enfermidades e a origem de todas as outras.”
Jacques Bossuet

Oconhecimento tem origem no Homem e na apropriação que faz do Mundo que o rodeia. Através da forma como observa, da sua experiência, faz ciência, e evolui na sua apreensão e integração no mundo.
Os livros são o resultado do registo e transmissão do conhecimento, de uma forma de ver o mundo e do saber dos seus autores. Nessa prespectiva, as bibliotecas, através de livros, são espaços que acolhem seres humanos, prestando serviços e atendendo e saciando a sua sede do saber e do estar. Numa biblioteca, cada livro tem o seu espaço, e o mesmo tratamento e a mesma igualdade no acesso que todos os outros. Alguns deles, no entanto, têm de ser tratados com maior cuidado, devido à sua maior fragilidade física ou mesmo controlo de conteúdo, por indicação do autor ou editora.
Todas as pessoas que visitam as bibliotecas devem ser integradas respeitando as mesmas condições de igualdade de tratamento e dignidade. Devem ser respeitadas, informadas, incluídas, através da ferramenta mais poderosa da sociedade, que é o saber.
Existem atividades que decorrem nas bibliotecas e nalguns espaços públicos que se apelidam de “biblioteca humana”. Porventura, esta prática não é conhecida da população em geral. Normalmente, ostenta o conceito de projeto (por ser realizada num determinado período, com um determinado fim), havendo sempre a escolha de um tema sensível para permitir uma reflexão e uma maior sensibilização dos participantes com o fim de ajudar à sua integração. Para a atividade são convidadas pessoas que tenham algo importante para partilhar. Estes projetos envolvem temas muito diversos, tais como a multiculturalidade e a migração, doenças oncológicas, bullying, maternidade. São importantes as experiências de vida de cada um, servindo de boa prática no desenvolvimento pessoal e social de terceiros. Um livro (humano) é uma pessoa que foi escolhida para ser representativa de um certo grupo. Propõe-se que hajam livros identificados que representem o tema. Todos os participantes irão fazer uma breve descrição sobre si e sobre o seu trabalho e experiências vivenciadas. Após esta exposição, os oradores podem ser questionados pelos pequenos grupos em que estão inseridos (cada livro/humano agregará um máximo de seis pessoas consigo). Estes pequenos grupos de participantes passarão por todos os livros/temas rotativamente. Nestas actividades, nas bibliotecas, corpos vivos funcionam como livros. Eles respiram perante o leitor, falam, comovem-se, riem e viajam no tempo. O mesmo se passa com o leitor que, enquanto “lê” o livro, pode apaixonar-se, irritar-se, aborrecer-se, divertir-se, descobrir novos mundos e conhecer uma realidade até então desconhecida. É garantido que um leitor nunca sai o mesmo depois de ler um livro. Numa biblioteca humana, o processo não é diferente. A biblioteca humana permite que, por um período de meia hora, quem venha consultar e ler os “livros interativos”, saboreie e absorva as palavras que transmitidas diretamente pelas pessoas que vêm contar as suas histórias. Este tipo de projetos, permite aos participantes ouvir, apreender e aprender conhecimentos que emanam de outras pessoas/participantes, como se fossem livros abertos.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho