Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Bom ano para a hotelaria

Escrever e falar bem Português

Ideias

2016-12-29 às 06h00

Paulo Monteiro

O ano de 2016 - já o sabemos - foi o melhor de todos para o turismo. Portugal bateu recordes atrás de recordes. Isso significa que a hotelaria também seguiu o mesmo caminho e teve resultados positivos, alcançando mesmo um crescimento de 6,3% este ano segundo dados tornados ontem públicos num estudo efectuado pela Trivago.

O Porto foi o destino que melhor performance teve em relação ao ano anterior, com uma subida do preço médio de 17,81% e em Março teve mesmo a maior subida de preços de toda a Europa (30,91%). Já Albufeira foi a localidade que registou a maior oscilação com os preços a variarem entre os 54€ (Janeiro) e os 210€ (Agosto). Mas foi Cascais o destino mais caro, com os preços médios a rondarem os 142€, enquanto que Fátima arrecadou o título de destino mais acessível (custo médio de 56€).

Com base nos dados do estudo da Trigavo chegamos à conclusão que o Minho foi a região com os preços médios mais constantes. Em Braga, os preços dos hotéis oscilaram entre os 54€ (Novembro) e os 65€ (Agosto) e, em Guimarães, variaram entre os 64€ (Novembro) e os 80€ (Agosto). A excepção minhota vai para a orla costeira já que, em Viana do Castelo, por exemplo, os preços médios rondaram os 72€ (Novembro) e os 104€ (Agosto).

O ano de 2016 foi de excelência. Esperemos que 2017 continue no mesmo ritmo e a bater recordes que a nossa economia agradece e os minhotos também. Agora só falta mesmo que continuem as visitas ao Minho e que os voos low cost que aterram no Porto “deixem” vir os turistas dormir, pelo menos, uma noite ao Minho. Isso é que era!

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.