Correio do Minho

Braga, terça-feira

Braga - Capital do Desporto

O conceito de Natal

Ideias Políticas

2016-05-10 às 06h00

Pedro Sousa

Braga é, desde há muitos anos, uma cidade com amplos pergaminhos no que ao desporto diz respeito. Podia, aqui, enaltecer o património, pleno de ecletismo, do Sporting Clube de Braga, a verdadeira escola de campeões que é o nosso ABC, assim como, a referência desportiva que, em menos de trinta anos, o Hóquei Clube de Braga soube afirmar no panorama local, regional e nacional, não esquecendo também, entre muitos outros, o Grupo Desportivo André Soares que no Basquetebol é também um grande embaixador do Concelho.

Cumpre, também, a este respeito, destacar a dimensão, a riqueza e o dinamismo do movimento associativo de Braga, propulsor de muita e variada prática desportiva, seja ela de natureza federada ou, meramente, recreativa.
E porque o desporto é inclusão, não poderíamos nunca esquecer o desporto adaptado onde a Secção de Boccia do Sporting Clube de Braga e a APD, em Basquetebol em cadeira de rodas (acabados de vencer, este fim de semana, em Leiria, a Taça de Portugal da Modalidade) são porta estandartes que nos enchem o coração de orgulho.

Há, ainda, outra faceta de Braga como Capital de Desporto que a mim em particular, enquanto ex-aluno da Universidade do Minho, me deixa especialmente feliz e orgulhoso.
Falo, obviamente, do Desporto Universitário. Vertente do desporto que, quer no plano interno, quer a nível internacional, tem dado a Braga muitos e memoráveis títulos- Este trabalho e património é fruto do esforço de muitos e de muitas; dos atletas, dos técnicos, dos médicos e fisioterapeutas, dos dirigentes associativos mas, também e sobretudo, da superior liderança e coordenação do Professor Fernando Parente, Director do Departamento de Desporto e Cultura da Universidade do Minho a quem deixo, aqui, o meu elogio público.

A este respeito, é obrigatório falar um pouco das Fases Finais dos Campeonatos Nacionais Universitários (CNUs), realizadas na última semana de Abril, em Lisboa.
A semana competitiva iniciou-se da melhor forma. Logo no primeiro dia de competição e na modalidade de Judo a AAUMinho mostrou ao que vinha, arrebatando uma medalha de prata e três de bronze.

Melhor foi, nos dias seguintes, perceber que os triunfos no Judo tinham, apenas, sido um aperitivo.
Ao nível das modalidades coletivas, houve uma má e muitas boas surpresas.
No Andebol a AAUMinho, crónica campeã nacional e campeã europeia universitária em título, foi derrotada nos quartos-de-final aos pés da AEFADEUP, cabal prova de que no desporto tudo pode acontecer.

As boas surpresas foram, sem sombra de dúvidas, os títulos nacionais universitários no Futsal Feminino, onde as Futsalistas do Minho conquistaram o terceiro título na história da UMinho. Ainda no Futsal, agora no Masculino, novo troféu, novo título nacional, numa liderança pujante que a AAUMinho vem afirmando, ano após ano, nesta modalidade.
Também no futebol de 11 a AAUMinho dou, mais uma vez, provas da sua superioridade, vencendo a medalha de ouro e alcançando um inédito tetra nesta modalidade.
No Basquetebol Masculino e no Voleibol Feminino mais dois títulos nacionais e um inédito número de seis títulos nacionais nas modalidades colectivas.

A fechar estes destaques, não podia faltar o Taekwondo. Com um conjunto de atletas vice-campeões da Europa e do Mundo não poderia acontecer outra coisa que não fosse a vitória no colectivo que, com alguma naturalidade, acabou por se confirmar.
No total, a AAUMinho conquistou treze medalhas: sete de ouro (contando com o coletivo), quatro de prata e duas de bronze, números que afirmaram, mais uma vez, a Academia Minhota com a grande vencedora destes Campeonatos.

Todo este património, somado a muitos e bons equipamentos desportivos que o nosso Concelho tem, dão muita força à Candidatura de Braga, em 2018, ao título de Cidade Europeia de Desporto.
A fechar, deixar dois desejos muito pessoais em que, estou certo, muitos Bracarenses me acompanham. Força, ânimo e felicidade para o ABC na disputa pela vitória na Final do Campeonato Nacional de Andebol (A1) e na Taça Challenge e ao Sporting Clube de Braga na Final da Taça de Portugal.

Vencer estas competições seria, sem dúvida, a cereja no topo do bolo de uma cidade que, ano após ano, se afirma e confirma como Capital do Desporto.

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias Políticas

11 Dezembro 2018

Cultura plena

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.