Correio do Minho

Braga,

Braga

Amigos não são amiguinhos

Ideias Políticas

2017-04-11 às 06h00

Francisco Mota

A poucos meses das eleições autárquicas é com naturalidade que nos apercebemos das movimentações políticas e partidárias que vão ditando os futuros candidatos dos diversos quadrantes políticos.
O embate de ideias e visões distintas para a urbe é o mais rico de qualquer acto eleitoral, é a génese das escolhas em liberdade e democracia.

Durante quatro anos, sob a liderança da Coligação Juntos Por Braga, a cidade e o território bracarense refundaram-se. Uma nova visão foi imposta, atraindo com isso mais envolvimento da sociedade e organizações, dando escala a uma gestão de cidade mais próxima, livre, aberta e transparente sendo um exemplo de participação cívica na europa.

Hoje o município é reconhecido pelas suas boas práticas de políticas públicas em prol das famílias, do tecido social e associativismos. Ricardo Rio soube valorizar o que já existia e com isso captar novos desafios, foi assim com o emprego e a captação de novos projectos empresarias a fixarem-se em Braga com a chancela da investbraga. Ao final de quatro anos somos o concelho que mais cresceu nas exportações, reduzimos significativamente o desemprego e despoletamos o emprego.

O valor da nossa história, do património cultural, religioso e gastronómico confere à cidade mais antiga de Portugal um estatuto de potencial único na esfera do turismo interno e externo. Foi com esta marca distin- tiva que se “vendeu” além-fronteiras Braga e se captou mais turistas e com isso mais actividade económica para a economia local.

A cultura reergueu-se do marasmo e assumiu um centralismo importante na gestão municipal. A oferta de iniciativas várias não afirma Braga como a cidade das festinhas, mas antes da cidade que não dorme e fervilha o ano inteiro. A cultura não se herda, conquista-se e dessa forma tem conquistado espaço na euro-região e no país.

No Ambiente fundou-se aquilo que não existia, incomodo para aqueles que nunca pensaram na sustentabilidade das suas políticas, hoje em dia conta na estratégia municipal. Não se trata de um apêndice legal e obrigatório, afirmou-se pela sua maturidade e necessidade pelo garante do futuro dos nossos filhos e da melhor qualidade de vida de todos os bracarenses.
Na mobilidade lideramos, renovamos e assumimos o futuro. Sem pressas, mas com determinação. Contraímos a única empresa nacional de transportes colectivos, capaz de crescer em utilizadores, em receita e ainda com mais oferta de serviços e linhas.

Contudo a cidade e a sua gestão não é uma linha de montagem em série de uma qualquer metalurgia, as mutações e alterações diárias obrigam a uma atenção redobrada, uma politica preventiva em vez de reactiva e a políticos com capacidade de liderança e compromisso para com os Bracarenses.
Braga merece continuar na linha da frente e para isso renovamos os votos de continuarmos juntos, juntos Por Braga!

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias Políticas

11 Dezembro 2018

Cultura plena

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.