Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Correio do Minho: 85 anos

Escrever e falar bem Português

Ideias

2011-07-06 às 06h00

Paulo Monteiro

O jornal ‘Correio do Minho’ faz hoje 85 anos. Este grande acontecimento fica, desde já, marcado pelo lançamento do livro ‘Correio do Minho: 85 anos de História (1926-2011)’, da autoria do historiador bracarense Joaquim da Silva Gomes, que hoje é apresentado durante o acto comemorativo e que, na próxima semana e nesta primeira fase, poderá ser encontrado nas principais livrarias da cidade de Braga.

... “A história do jornal ‘Correio do Minho’ está repleta de acontecimentos que marcaram o concelho de Braga e toda a região do Minho. Foram momentos de sucessos e de insucessos, de prosperidade e de dificuldades, que agora serão recordados nestas páginas.

O título ‘Correio do Minho’, que iniciou a sua publicação em 1926, não é um título inédito, uma vez que, entre 1902 e 1907, tinha existido um jornal, em Braga, exactamente com o mesmo título. O ‘Correio do Minho’, que existiu nesse período, foi o sucessor do jornal ‘O Progressista’ (que existiu em Braga entre 1892 e 1900) e foi o antecessor do jornal ‘Correio do Norte’, que substituiu o ‘Correio do Minho’ e que foi publicado entre 1907 e 1911.

Creio não ser fácil encontrar um jornal que tenha um registo de momentos tão marcantes no seu funcionamento, como aconteceu ao longo dos 85 anos de história do ‘Correio do Minho’.”...
Estas são algumas das palavras escritas na introdução do livro dos 85 anos de história do ‘Correio do Minho’. Uma história cheia de... estórias. Uma história repleta de dificuldades e aventuras, de alegrias, de lápis azuis e de... liberdade! São 85 anos descritos de forma clara por Joaquim da Silva Gomes.
Vale a pena a sua leitura e era um bem material que fazia falta a esta cidade, a este Minho e a este País...

Deste modo lancei o desafio ao autor do livro. O convite foi aceite e, dois anos depois, no dia em que se comemoram os 85 anos do jornal, aqui está o livro dos registos e das memórias do jornal ‘Correio do Minho’. Por isso não posso deixar passar em claro o meu agradecimento público a Joaquim da Silva Gomes por ter tornado realidade um sonho de muitos: a história do jornal ‘Correio do Minho’.

Mas... trata-se de uma história que não tem fim. E, amanhã, serão outros a continuá-la.
Hoje, estamos todos de parabéns. E sem querer entrar num lugar comum com palavras já gastas ou frases feitas, tenho forçosamente que fazer quatro grandes agradecimentos:

O primeiro, a todos aqueles que trabalham no Grupo Arcada Nova SA, que engloba, para além do jornal ‘Correio do Minho’, a rádio ‘Antena Minho’, o jornal ‘Maria da Fonte’ e a Vértice, Marketing e Publicidade. Somos — e continuaremos a ser —, uma só equipa a trabalhar para todos vós... leitores, ouvintes e anunciantes;

O segundo, para todos quantos, de uma forma directa ou indirecta, colaboram ou colaboraram connosco;

O terceiro, àqueles que são parceiros em iniciativas e a todos os que depositam em nós toda a sua confiança para anunciar os seus produtos;

E, por último, a todos vós, caros leitores, para quem este produto é feito diariamente, com todo o empenho e dedicação por uma excelente equipa de trabalho.

Escrevia Álvaro Pipa, a 6 de Julho de 1926: “O Correio do Minho será a primeira visita da manhã que irá levar aos leitores o que de mais interessante se tiver passado no país e estrangeiro”. Na altura, o jornal tinha como função informar os habitantes do Minho de tudo o que se passava no país e fora dele, uma vez que a informação era escassa e a que existia pouco chegava a Braga.
Hoje também queremos ser a primeira visita da manhã. Mas... de uma forma e com conteúdos diferentes!

A 1 de Fevereiro de 2007, na altura em que assumi as funções de director, escrevi que o jornal passaria a dar mais atenção à cidade de Braga e ao desporto, porque o jornal quer mostrar “esta cidade viva. Falar dos seus problemas. Contar-lhe as coisas boas e as coisas más. Dar voz a toda a gente. Dar oportunidade aos anónimos e aos menos falados. Queremos criar ainda mais dinamismo e ser um elo de ligação com a população. Queremos ser um jornal alegre, de conteúdos úteis, claros e simples”.

Um jornal que não se iria esquecer de todos os concelhos pertencentes aos distritos de Braga e de Viana do Castelo, privilegiando as entrevistas, as reportagens e os casos do dia.
E... tem sido esta a nossa função e a nossa aposta.
Estamos e queremos, ficar ainda mais perto dos nossos leitores e da população.
Já temos um contacto cada vez maior com as escolas, as instituições, as associações e os jovens. E esta continuará a ser a nossa grande aposta.
Por isso, em Setembro, trarei aqui uma série de novas iniciativas que vamos realizar a partir dessa data, sempre tendo em conta a valorização do jornal e o contacto com o leitor...

Parabéns a todos!

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.