Correio do Minho

Braga,

- +

Criar um lar natural

A sabedoria do cuidar no Alzheimer

Escreve quem sabe

2013-06-29 às 06h00

Ana Cristina Costa Ana Cristina Costa

Lavar legumes e frutas - para as difíceis, como brócolos, couve-flor e bagas, encha um recipiente com água e nela deite meia colher de chá de sabão natural para a loiça, mergulhe os alimentos e deixe alguns minutos. Depois enxagúe em várias águas (que pode depois usar para a sanita ou para lavar o chão).

Manter os legumes frescos e estaladiços - coloque duas esponjas de celulose natural na gaveta dos legumes do frigorífico que ajudarão a manter o ar seco, ao absorver a humidade em excesso.
Utensílios de cozinha - os de alumínio ou com superfície sintética antiaderente podem libertar toxinas. Use preferencialmente os de aço inoxidável, vidro, porcelana, ferro fundido esmaltado, barro natural ou ferro fundido (estes devem ser lavados sem sabão).

Armazenamento de frescos - os alimentos perdem nutrientes e sabor, com o tempo. Os legu-mes e frutas, de um modo geral, ficam bem conservados no fri-gorífico. Batatas, abóboras, alhos e cebolas conservam-se em local fresco e escuro.
Alimentos enlatados - depois de abertas, os alimentos oxidam as latas, pelo que deverá transferi-los para um recipiente de vidro, evitando assim a alteração de cor e de sabor.

Cuidados com as mercearias - coloque os alimentos tais como feijão e cereais em frascos de vidro ou plástico fechados, numa despensa fresca e escura, para se manterem livres de pragas (coloque algumas folhas de loureiro para manter o gorgulho longe). Guarde as farinhas de oleaginosas e cereais no frigorífico pois o processamento tende a rançar os seus óleos.
Consuma o peixe rapidamente - o peixe fresco deve ser cozinhado ou congelado no espaço de 2 dias. Os peixes gordos, como o salmão, aguentam 2 meses no congelador, enquanto que outras variedades podem durar cerca de 4 meses.

Mantenha frescos lacticínios e ovos - assegure-se de que o frigorífico está a 4,5.ºC ou me-nos e guarde o leite e seus derivados na prateleira de cima, nunca na porta pois é a zona mais quente. Os ovos no fundo dessa prateleira aguentam até 3 semanas.
Controlo de pragas - corte-lhe o fornecimento de comida limpando imediatamente a cozinha após as refeições (lave a loiça, varra as migalhas e passe por água recipientes alimentares para a reciclagem). Guarde a comida bem fechada, esvazie os caixotes do lixo e de resíduos destinados à compostagem.

Afaste formigas - as plantas de alfazema, hortelã-pimenta e a tanásia, colocadas à volta da casa, na terra ou em vasos, nomeadamente junto das portas e nos parapeitos das janelas. Se já estiverem instaladas misture 7,5g de folhas de hortelã-pimenta secas, 35g de pimenta-da-caiena em pó e 30g de bórax e espalhe à volta da zona por onde as formigas entram. Ou verta algumas gotas de óleos essenciais de hortelã-pimenta, hortelã ou citronela numa bola de algodão e coloque nas zonas onde viu as formigas. Renove o óleo a cada 2 dias.

Elimine as baratas - Junte 2 colheres de sopa de farinha, 2 colheres de sopa de cacau em pó e 4 colheres de sopa de bórax e coloque a mistura em pequenos recipientes rasos, dentro dos armários e noutras zonas onde as baratas se reúnem. As baratas não gostam do odor dos óleos essenciais de eucalipto e de alecrim assim, coloque algumas gotas em bolas de algodão nos sítios onde viu baratas e renove os óleos de 2 em 2 dias.

Afaste as moscas - mantenha os caixotes do lixo bem fechados. As ventoinhas de janela que expelem ar para o exterior ajudam a impedir que as moscas entrem. Para afastar as moscas coloque na entrada da casa tigelas com cascas de laranja e limão frescas e cravo-da-índia seco; plante arruda e tanásia perto das portas. As moscas não gostam do cheiro da alfazema, do eucalipto e do cedro; use um destes óleos essenciais ou uma combinação dos 3 num difusor de aromaterapia ou em bolas de algodão. Para fazer o seu próprio papel mata-moscas, pincele melaço em tiras ou quadrados de cartolina amarelo-viva. Pendure as tiras nas portas ou disponha os quadrados sobre os balcões da cozinha ou qualquer outro local onde as moscas constituam um problema.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.