Correio do Minho

Braga,

De regresso às mochilas escolares

Amigos não são amiguinhos

Ideias

2017-02-09 às 06h00

Paulo Monteiro

A petição contra o peso das mochilas escolares continua de vento em popa. Mais de 27 mil pessoas já assinaram a petição. Os organizadores desta iniciativa tinham como objectivo chegar às 20 mil assinaturas para ter dimensão quando o projecto entrar na Assembleia da República, mas já se fala em 30 mil devido à grande adesão. Esta petição defende a obrigatoriedade das escolas pesarem as mochilas das crianças semanalmente de forma a avaliarem se os pais estão conscientes desta questão e se trabalham no sentido de minimizar o peso dessas mesmas mochilas.

José Wallenstein é um dos promotores desta iniciativa e mostra-se satisfeito com a adesão bem como a preocupação já manifestada pelos partidos políticos e pelos livreiros que, em conjunto, já se mostram disponíveis para ajudar a encontrarem uma boa solução.

Entretanto, os pais e directores de escolas defenderam já esta semana que o ideal era mesmo a aposta nos livros digitais. O problema ficava resolvido de vez. Até lá há que aumentar os cacifos para os alunos colocarem as mochilas ou o seu conteúdo. Também a Associação Portuguesa de Editores e Livreiros se manifesta solidária com esta preocupação e que tem investido muito na procura de melhores soluções.

Mas qual será a melhor solução? Os livros digitais? E os livreiros ‘deixam-se’ ir nesta iniciativa? Ou já todos se esqueceram das constantes guerras que os livreiros fazem em relação aos livros escolares? Acho que ainda estamos longe de encontrar uma solução de concórdia total. Mas o certo é que tem de ser encontrada uma boa solução para bem das crianças...

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.