Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +

Desejos para o novo ano de 2020

Nós e os outros… ainda mais!

Desejos para o novo ano de 2020

Voz à Saúde

2020-01-04 às 06h00

Humberto Domingues Humberto Domingues

O novo ano de 2020, já entrou em “plenas funções”. Novos projectos, desejos e concretizações, vão ocupar as linhas das agendas de cada um.
Nós, por cá, começamos por agradecer a Todos os leitores que leram e acompanharam as nossas crónicas, agradecendo também ao Jornal ‘Correio do Minho’ e ao Seu Director as respectivas publicações.
1. Ano 2020: Ano Internacional do Enfermeiro e da Parteira
Sabemos que ano 2020 é o Ano Internacional do Enfermeiro e da Parteira. A declaração oficial foi aprovada pelos Estados-membros da OMS que participaram na 72.ª Assembleia Mundial de Saúde, realizada em Genebra entre 20 e 28 de Maio /2019 (Fonte: Ordem dos Enfermeiros).
Sendo ou não ‘Ano Internacional do Enfermeiro’, os Cidadãos, as Famílias e as Comunidades sabem que podem, sempre, contar com os Enfermeiros, porque são estes profissionais altamente formados e qualificados, que estão junto do doente 24 sob 24 horas, os 365 dias do ano. Esta presença tem várias dimensões e vectores de intervenção, seja no pré-hospitalar, socorro e evacuação, seja nos hospitais e internamento, seja na reabilitação, na Comunidade ou nos domicílios dos doentes.
Numa outra dimensão e em face do reforço orçamental de tantos milhões, anunciado pelo Governo, para a Saúde e da mensagem de Natal do Sr. Primeiro-Ministro, Dr. António Costa, desejar:
• Que os serviços deixem de ser mantidos em funcionamento à custa de trabalho extraordinário, principalmente dos Enfermeiros;
• Que as horas extraordinárias em débito sejam realmente pagas como tal;
• Que o SNS deixe de ser, mesmo, sub-orçamentado;
• Que os rácios de Enfermagem aumentem efectiva e realmente e sejam cumpridas as dotações seguras nos serviços;
• Que se torne uma realidade a implementação do “Enfermeiro de Família”;
• Que as listas de espera, para as primeiras consultas de especialidades e cirurgia, diminuam efectivamente e não sejam manipuladas as listas;
• Que haja um investimento real na prevenção e na educação para a saúde, com recursos disponíveis, reduzindo-se a iliteracia em saúde;
• Que a coragem dos directores de serviço, decisores intermédios e Conselhos de Administração marque presença, para encerrar camas, quando os rácios são diminutos, preocupantes e que possam por em risco a saúde de todos – doentes e profissionais;
• Que os vários sindicatos dos Enfermeiros ganhem novamente “vida e alma” e recomecem as pontes de diálogo e dinâmicas em defesa dos seus associados – Os Enfermeiros Portugueses – e de tudo que ainda está por resolver;
Desejar à Srª. Bastonária Enfª. Ana Rita Cavaco e a Todos os eleitos para novo mandato na Ordem dos Enfermeiros, se desenvolva conforme a confiança amplamente verificada e confirmada na votação alcançada.
2. Diminuição da violência sobre as mulheres
Que neste novo ano de 2020, não se registem os vergonhosos números de violência e morte sobre as Mulheres.
Nesta nossa Sociedade que se quer evoluída, igualitária e de respeito pelo próximo, não podemos admitir este horror, de Mulheres espancadas e mortas às mãos desumanas de indivíduos animalescos. Não toleremos estes horrores, estas mortes e estas mutilações.
3. Plano Nacional de Vacinação: alargamento
Segundo o anúncio da Srª. Directora Geral da Saúde, em Outubro de 2020, o Plano Nacional de Vacinação (PNV), vai ser alargado com novas vacinas e coberturas.
Saudamos este alargamento, no uso desta “arma” (as vacinas), que há muitos anos já demonstrou a sua eficácia no combate efectivo de doenças, infecções e epidemias. Não esqueçamos nunca a imunidade individual e a imunidade de grupo, para se conseguir este desígnio de redução ou eliminação de doenças/infecções/ epidemias.
Aqui e mais uma vez, os Enfermeiros têm um papel importantíssimo a desempenhar, na implementação e execução da vacinação. Todos os momentos, são momentos ideais para vacinar.
E pronto, que para o ano e neste mesmo espaço, possamos estar a formular outros desejos, sinal de que estes estariam alcançados e satisfeitos.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz à Saúde

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho