Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +

É verde e é cool

Criado... não aceita mau destino

Escreve quem sabe

2016-09-09 às 06h00

Rui Marques Rui Marques

Não, não é de futebol de que vou falar. É de vinho. Do nosso vinho - o Vinho Verde. Isto a propósito da segunda edição da iniciativa “Verde Cool” promovida pela Associação Comercial de Braga (ACB) em parceria com a Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV) e o Município de Braga, e que decorre até ao próximo dia 9 de outubro.
Trata-se de uma ação coletiva de promoção do Vinho Verde que se consubstancia na realização de uma campanha promocional levada a cabo por um conjunto de 33 estabelecimentos aderentes que, durante um período de 35 dias consecutivos, disponibilizam aos consumidores um menu composto por um copo de Vinho Verde e um petisco por 2,5 euros.
Com esta iniciativa, pretende a ACB concretizar 3 objetivos fundamentais:
1 - Fomentar o consumo de Vinho Verde em estabelecimentos especializados, nomeadamente em bares e esplanadas do centro cidade;
2 - Associar a experiência de consumo de Vinho Verde e petiscos a um estilo de vida cosmopolita, a um momento de confraternização com amigos, a um ato de viver a cidade de forma mais intensa;
3 - Contribuir para o enriquecimento da experiência turística e da imagem do destino 'Braga'.
O sucesso registado na primeira edição originou um aumento de 50% do número de estabelecimento aderentes e, para esta segunda edição, a organização elevou a fasquia e fixou como meta a venda de 25.000 menus Verde Cool, o que implicará o consumo de mais de 6.000 garrafas de Vinho Verde. Para além do aumento do consumo, a ACB espera também que se duplique o fluxo de clientes aos estabelecimentos aderentes durante o período da campanha.
O Vinho Verde não teve, durante muitos anos, o reconhecimento da real importância que tem para a região e para a economia de Portugal e não teve no canal Horeca um parceiro que soubesse potenciar e valorizar as suas caraterísticas distintivas, que fazem dele um produto único no panorama mundial dos vinhos.
Hoje, felizmente, não é assim. O Vinho Verde é reconhecido como um dos recursos mais valiosos da nossa região e é um produto que puxa pela economia do país, que puxa pelos produtos nacionais e pelas exportações.
Em 2015, segundo os dados da CVRVV, as exportações de Vinho Verde ascenderam a mais de 54 milhões de euros, um aumento de cerca de 10% face ao ano anterior. Em 10 anos, as exportações mais do que duplicaram (cresceram 136%) e tornaram-se responsáveis por mais de 60% das exportações portuguesas de vinhos tranquilos.
É um setor pujante que representa cerca de 21.000 viticultores e 600 empresas engarrafadoras, que produzem mais de 70 milhões de litros de vinho anualmente, e que já exporta para mais de 90 países.
A iniciativa Verde Cool surgiu numa altura marcada pela afirmação do Vinho Verde, pela abertura de diversos espaços de restauração e bebidas dedicados ao vinho e por um aumento do consumo de vinho a copo e de petiscos, e procurou, conciliando estas três dimensões, que o Vinho Verde passasse a ser a primeira escolha dos empresários e consumidores no setor da restauração. Era uma pedra no sapato que o Vinho Verde carregava. Na sua região era muitas vezes preterido por vinhos de outras regiões. Hoje já não é assim e esta iniciativa tem também a sua quota parte de responsabilidade nesta mudança de hábitos. Ajudou, à sua medida, a tornar mais in o consumo de Vinho Verde ou como refere o nome desta iniciativa a torná-lo mais cool, mais jovial.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

28 Junho 2020

Verbos traiçoeiros

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho