Correio do Minho

Braga, sábado

EN 14: governo “desbloqueia” construção da variante?

Investir em obrigações: o que devo saber?

Ideias

2017-07-11 às 06h00

Paulo Monteiro

O primeiro ministro, António Costa, anunciou em Maio, na Maia, a construção da variante alternativa à EN14. Ontem, o ministro do Planeamento e das Infra-estruturas, Pedro Marques, congratulou-se com o facto do Governo ter “desbloqueado” a construção da variante à estrada nacional 14, que faz a ligação entre Vila Nova de Famalicão e Maia. O lançamento do concurso está marcado para sexta-feira. Mas será? Será que as obras da variante vão começar?

Esta é uma história que já tem barbas e que já passou por muitos governos. Os anúncios da construção repetem-se ano após ano e o certo é que esta é uma obra de Santa Engrácia (expressão utilizada para referir-se a algo que não chegará a acontecer, ou que demorará muito a acontecer), disso não tenho dúvida...

Eu próprio já me cansei de escrever sobre o assunto. E, se hoje regresso ao tema, é para dizer que os portugueses, e os minhotos em particular, já estão fartos destes anúncios que depois acabam em... nada. Que digam os autarcas que já nem comentam as notícias, porque as obras não chegam.

Em Abril, escrevi mesmo que os sucessivos governos deste país andam a brincar com o fogo.
E o que acontece?  Nada. Ou melhor, acontece tudo. As obras não se fazem e qualquer dia as empresas multinacionais vão-se embora e depois não há nada a fazer...

Na estrada nacional 14, passam diariamente cerca de 30 mil veículos, grande parte pesados. Só na Continental Mabor entram e saem cerca de 400 camiões por dia. O seu responsável, Pedro Carreira, disse em Abril: “merecíamos respeito para com as promessas que eram os acessos”. E tem razão. Respeitem e cumpram o prometido. Já todos estamos fartos de repetir a mesma notícia...

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.