Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Escrever e falar bem Português: “obrigado/obrigada”, “cumprimentos/comprimentos”

Um ano em que a Europa respirou cultura

Escreve quem sabe

2017-11-19 às 06h00

Cristina Fontes

O Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990 tem sido usado como a desculpa mais célere para os erros de português. Todavia, os problemas mais comuns e recorrentes não resultam, maioritariamente, das alterações introduzidas pelo supracitado Acordo.
Basta ler jornais, ver televisão, passear pela rua ou abrir um qualquer folheto publicitário para vermos vários erros ortográficos e sintáticos (deixemos de fora as gralhas, por vezes bem engraçadas). Na linguagem oral, os erros são ainda mais frequentes, mas, até certo ponto, menos graves, pois o emissor tende a ser espontâneo e a rapidez do raciocínio faz com que não haja grande preocupação formal ou até estética com a linguagem.

Hoje, falamos de “obrigado/obrigada” e de “cumprimentos/comprimentos”, tantas vezes mal usados.
As mulheres devem usar o feminino, pois trata-se de um adjetivo (particípio passado do verbo latino obligare - obligatu) que deve concordar em género e em número com o sujeito. Os homens devem dizer sempre “obrigado”. Menos comum, mas possível, é o uso do plural “obrigados” (usado por um grupo de falantes do sexo masculino ou feminino e masculino) e “obrigadas” (usado por um grupo de falantes do sexo feminino).

No que concerne a “cumprimentos” (felicitações; saudações in http://www.infopedia.pt), talvez já tenha recebido cartas ou mensagens eletrónicas com a grafia errada - “comprimentos” (extensão longitudinal entre duas extremidades - in http://www.infopedia.pt). Nesta fórmula de despedia, e noutras semelhantes, é habitual usarmos a vírgula a seguir, antecedendo a assinatura, mas podemos usar o ponto, seguindo-se a assinatura.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

11 Dezembro 2018

O conceito de Natal

10 Dezembro 2018

Como sonhar um negócio

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.