Correio do Minho

Braga, terça-feira

Escrever e falar bem Português

“Novo tabaco” mata 600 mil crianças por ano

Escreve quem sabe

2018-03-25 às 06h00

Cristina Fontes

Há algumas expressões usadas frequentemente que podem parecer corretas, mas não são, pelo menos no contexto em que são utilizadas. São criadas por analogia com outras.
Comecemos por solarengo usado em vez de soalheiro. Ambas as palavras existem, mas a primeira é um adjetivo que significa relativo ou pertencente a um solar. Ora, um solar é uma casa ou herdade nobre, daí que seja inusitado o anúncio que se segue: Solarengo T1 Marisol C/ Garagem e Varanda (em https://www.imovirtual.com/anuncio/solarengo-t1-marisol-c-garagem-e-varanda-IDDdll.html#gallery[1], acedido a 28-02-2018).
Por outro lado, soalheiro significa cheio de sol, quente, mas é muitas vezes confundido com solarengo (solar lembrará sol ou luz solar) quer oralmente, quer na escrita, até em lugares de referência com na página eletrónica da Universidade de Aveiro, a anunciar a realização de uma feira do livro de bolso, referindo que os livros são, sem dúvida, a companhia ideal para os dias solarengos de Primavera (em https://uaonline.ua.pt/pub/detail.asp?c=50103&lg=pt, acedido a 28-02-18).

Talvez, em Ponte de Lima, encontremos algumas casas solarengas que também sejam soalheiras.
Outra confusão muito comum na oralidade é entre meio-dia e meia e meio dia e meio. Quando nos queremos referir às doze horas e trinta minutos, a expressão a usar é meio-dia e meia, pois acrescentamos meia hora a metade do dia. Se pensarmos, meio dia e meio é um dia inteiro, certo?

Os losangos estão na moda nesta primavera. Porém, a confusão entre losango e *losângulo é reiterada. Aqui, anuncia-se uma cama casal com cabeceira estofada - losangulos com base estofada (http://www.antarte.pt/index.php/cama-casal-com-cabeceira-estofada-losangulos-com-base-estofada-oporto.html, acedido em 28-02-03).
A palavra losango entrou na nossa língua através do vocábulo francês losange. Trata-se de uma palavra grave, acentuada tonicamente na penúltima sílaba, mas sem acento gráfico.
Na Matemática, o losango é um polígono formado por quatro lados de igual comprimento. Talvez por analogia com ângulo, tornou-se comum usar *losângulo, mas a palavra não existe.
Ir ao encontro de e ir de encontro a são expressões várias vezes confundidas, mas que encerram sentidos opostos.

Quando queremos dizer que a nossa opinião é semelhante a outra, deveremos usar ir ao encontro de (ex.: A minha opinião vai ao encontro das anteriormente expressas).
Por outro lado, se queremos expressar o nosso desacordo, deveremos utilizar ir de encontro a (ex. Lamento, mas a minha opinião vai de encontro às anteriormente apresentadas.).
Termino com um conjunto de expressões muitas vezes confundidas na escrita: tem a ver / tem a haver; nada a ver /nada a haver.

Quando queremos afirmar que duas realidades têm relação, devemos usar tem a ver (ex.: O que ele disse tem a ver com o que se passou no jogo.). Há linguistas que defendem que se deve optar pela forma tem que ver, não recomendando tem a ver por se basear na sintaxe francesa.
Por outro lado, se falarmos de dinheiro, a expressão a usar é tem a haver (ex.: O Pedro pagou a conta. Ele tem a haver cinco euros de cada um).
Se considerarmos que duas realidades não têm qualquer relação, deveremos optar por nada a ver (ex.: O que ele disse não tem nada a ver com o que se passou no jogo.).
Ao saldarmos as contas com o Pedro, ele já não terá nada a haver, pois pagamos o que devíamos.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

13 Novembro 2018

À descoberta de Guadalupe

12 Novembro 2018

Marketing cara-a-cara

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.