Correio do Minho

Braga,

- +

Estereótipos? Não! Em Maximinos somos TEIP Ninguém fica para trás! Junta-te a Nós!

Como ativar territórios e criar novos destinos

Estereótipos? Não! Em Maximinos somos TEIP Ninguém fica para trás! Junta-te a Nós!

Voz às Escolas

2021-06-02 às 06h00

Paulo Antunes Paulo Antunes

O programa TEIP (Territórios Educativos de Intervenção Prioritária), criado em 1996, foi relançado com a designação de TEIP2 (2008) e está atualmente no final da vigência do TEIP3 (Despacho normativo n.º 20/2012, de 3 de outubro de 2012).
A adesão a este programa tem, efetivamente, proporcionado o acesso a recursos adicionais que permitiram, ao longo dos últimos anos, que o AE Maximinos melhorasse resultados escolares e/ou sociais de alunos oriundos de contexto social desfavorecido. Através da sucessiva apresentação de Planos Plurianuais de Melhoria (PPM) e prestação de contas (relatórios semestrais), o Programa TEIP, tem contribuído, de diversas formas, para a melhoria organizacional e para a adequação e aperfeiçoamento, através dos processos de monitorização implementados, da capacidade de intervenção e resposta aos problemas e desafios que se vão colocando.
Atualmente está em vigor o PPM 2018/21 que sofreu, entretanto, alguns ajustes ao nível das ações/estratégias e das metas contratualizadas, em função dos processos de monitorização e de orientações da própria DGE, fruto do impacto da pandemia COVID-19 (o E@D conduziu a uma agudização de problemas anteriores, no que diz respeito à aprendizagem de alunos com baixa retaguarda familiar).
Além disso, os constrangimentos endógenos, imediatamente anteriores à minha gestão, tiveram impacto negativo no excelente trabalho desenvolvido no último decénio: o AE Maximinos não teve diretor de janeiro a maio de 2020 (demitiu-se no final de 2019); as metas contratualizadas foram demasiado ambiciosas (no âmbito do TEIP), a Coordenação TEIP não integrava o Conselho Pedagógico e só no meu mandato, foi normalizada (inaudito no sistema educativo nacional).
A estratégia subjacente ao TEIP só no presente ano letivo entrou em velocidade de cruzeiro.
Candidatei-me, após 2 demissões sucessivas de diretores, para uma "casa" que já foi a minha e que não se compadece de "Faits divers" que tanto têm prejudicado a sua imagem, numa cidade onde o AE Maximinos deve ter lugar de destaque, sempre pela positiva, na medida em que apresenta uma oferta educativa variada, com oportunidades para todos, sejam portugueses ou estrangeiros, independentemente das condicionantes ou apetências que apresentam e da língua que falam.
Sendo eu docente desde 1996, com 46 anos de idade, participando desde 2005 em órgãos de gestão escolar, possuo as habilitações necessárias para o cargo de Diretor, o conhecimento e experiência que me permite identificar lacunas, antecipar soluções, auscultar os intervenientes nos processos e garantir o funcionamento deste estabelecimento de ensino. Passado 1 ano as provas estão dadas, as boas práticas foram retomadas e estão lançados novos projetos.
Educamos para o século XXI, para o Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória e somos determinantes para a redução histórica do abandono precoce do ensino, enquanto a maioria se prepara para exames e rankings. Aliás, a semana de 31/05 a 4/06, repleta de atividades e aprendizagens, é exemplo da excelência deste agrupamento e do caráter único e papel principal que a nossa estimada Frei Caetano Brandão, representa na carta educativa de Braga.
Um TEIP é um programa pedagógico com vida(s). Ser TEIP é ser capaz de pensar diferente e, nesse horizonte, ser capaz de construir e aplicar um plano de ensino-aprendizagem flexível, conjugado e alimentado por práticas de aprendizagem significativas
Agora que o TEIP 3ª geração se aproxima do fim, ainda sem saber o que nos espera, deixo um palavra de agradecimento a todos os que no extinto Agrupamento Vertical de Escolas Oeste da Colina contribuíram para o desafio do Projeto FREI “Assumindo que a melhoria da qualidade da escola pública contribui para a democratização da sociedade e passa pela promoção da igualdade de oportunidades e pela equidade social,…”, nomeadamente ao estimado professor Virgílio Silva.
“O SONHO COMANDA A VIDA...” como dizia António Gedeão.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho