Correio do Minho

Braga, terça-feira

Frases que não devem ser ditas às crianças

Desprezar a Identidade, Comprometer o Futuro

Escreve quem sabe

2013-06-30 às 06h00

Joana Silva

Há quem diga que as crianças já nascem “ensinadas” outros porém, afirmam que estas deveriam vir “com manual de instruções”. Educar uma criança não é fácil, mas cabe aos pais dotar os filhos de valores e sentimentos positivos pois hoje crianças, amanhã adultos e igualmente pais. Independentemente de se ser criança, jovem, adulto ou idoso, ao longo da nossa vida temos ídolos.

A partir da adolescência, os ídolos são normalmente, artistas musicais, de cinema ou até da esfera desportiva. Todavia nas crianças, os ídolos são heróis do imaginário, mas quem ocupa o pódio de ídolos, são os pais! As crianças, observam e imitam os pais, e de forma a exemplificar a afirmação, tome-se como exemplo, uma menina que nas suas brincadeiras grita de zangada com a sua bonequinha por esta ultima não querer comer a sopa.

O mais certo é ter apreendido esse comportamento com um adulto que terá tido o mesmo comportamento com ela em igual circunstância. Os pais não se consciencializam, por vezes, que determinados comportamentos ou frases “mal ditas” podem prejudicar ou comprometer seriamente o desenvolvimento da personalidade da criança. Não quer se com isto dizer, que os pais tenham o propósito intencional de magoar emocionalmente a criança. Não! Simplesmente são frases menos boas que tem como objectivo extinguir determinado comportamento que “aos olhos” dos pais não é agradável.

De entre muitas frases, que deveriam ser proibidas de dizer às crianças as mais proferidas são as seguidamente apresentadas. Quem é que já não ouviu ou proferiu a frase “Deixa-me em paz, não vês que estou cansado(a)?!”. Certamente que se a criança se dirigiu ao pai ou à mãe foi com algum objectivo talvez contar ou pedir ajuda para algo, e ao ouvir tal frase, poderá pensar que os pais estão “cansados dela” e que não a querem perto deles. Outra frase muito referida é, “ És mesmo chatinho” ou “ És mesmo inútil”. Já ouviu com certeza o ditado popular, “Água mole em pedra dura tanto bate até que fura,” isto para dizer que se uma criança for sistematicamente apelidada de chata ou inútil irá desenvolver sentimentos negativos causando danos que podem ser irreparáveis na auto-estima possíveis de serem alargados a outros contextos como a escola, relações interpessoais etc.

Outra frase não menos comum é, “Olha para o teu amigo (ou imão), um exemplo comparado contigo!”, ou então “és sempre a mesma coisa!”. Importa referir que uma criança nunca tem maturidade cognitiva suficiente independentemente dos “erros” que se possa cometer, existem muitas outras qualidades que sem tem e que são mais importante. Assim, o que vai validar para si, é a parte em que todos à sua volta são melhores do que ela. Entenderá que faça o que fizer é e será sempre “ a mesma coisa”.

Por ultimo, duas expressões muito características do nosso quotidiano, “Já não gosto de ti” e “ Deixa o/a teu/tua pai/mãe (depende quem assume as funções de chefe de família) chegar a casa”. No que respeita à primeira frase, o que sente um adulto quando o filho lhe diz que não gosta do pai ou da mãe? Provavelmente tristeza e questiona-se o que poderá ter feito de errado.

As crianças também ficam tristes quando os pais lhe dizem que não gostam delas. As crianças “levam à letra” as palavras que os pais lhe proferem e essas palavras magoam mais do que uma palmada. Uma outra situação, a que diz respeito aos castigos ou repreensões, porquê esperar pelo pai ou a mãe que chegue a casa?! Só desenvolve o medo. O problema deve ser resolvido imediatamente pois caso contrário a criança já terá esquecido qual a causa da chamada de atenção e como tal não irá entender. Em síntese, para educar positivamente as crianças requer alguns cuidados no uso das palavras.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.