Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Gente de confiança

Saúde escolar: parceiro imprescindível das escolas de hoje

Voz às Escolas

2018-03-05 às 06h00

João Andrade

Nos últimos dias têm sido divulgados na imprensa estudos, nomeadamente um do estudo do Observatório da Sociedade Portuguesa da Católica School of Business and Economics, que colocam as Escolas Públicas no topo das instituições em que os Portugueses mais confiam, imediatamente a seguir às forças de segurança. Esta confiança, constante em todos os estudos similares dos últimos tempos, é, antes de tudo, em todos os profissionais que as integram, sem exceção, mas, acreditamos, com particular e óbvio destaque nos professores.
Neste espaço, já referimos o excecional mérito e reconhecimento que entendemos ser devido a todos os que se entregam à cousa pública, numa constância de seriedade e qualidade de trabalho. Mais devido, ainda, porque realizado num contexto, em mais de uma década, de ausência de carreira que reconheça o trabalho realizado por esses profissionais, e que os recompense, a eles e às suas famílias, por essa entrega. Trabalho feito, ainda, por um número cada vez mais reduzido de profissionais - não houve, durante muito tempo, admissões significativas na função publica! -, que são, concomitantemente, cada vez mais velhos e potencialmente desgastados por todo o esforço que a sua profissionalidade lhes exige.

Quem trabalha na escola pública tem a felicidade de, com regularidade, se deparar com estes exemplos de excelência. Num ano? Imensos exemplos! Um recente que nos ocorra? A publicação de um livro de preparação para o exame nacional de Português do 12.º ano por um grupo de docentes do Departamento de Línguas Clássicas e Românicas do nosso Agrupamento de Escolas. Na sequência de um projeto iniciado no ano anterior, este grupo de docentes construiu, com exclusivo foco no sucesso dos alunos, um excelente objeto de orientação dos alunos na compreensão das matérias relacionadas com a língua materna, bem como na sua preparação, de uma forma simples e eficaz, para o sucesso no exame nacional. Projeto que também reflete todo o espírito de colaboração e de partilha de saberes do seu departamento, que está à disposição dos alunos de qualquer escola, pública ou privada, sendo vendido a um preço meramente simbólico. Inicialmente com uma edição de somente 300 exemplares, destinada aos alunos do agrupamento, dado o seu sucesso fora do mesmo (continente e ilhas!), já conta com mais de 2500 exemplares impressos, entre a versão anterior e a atualização significativa deste ano.

O livro apresenta algumas características inovadoras relativamente a outros manuais do mesmo género, com destaque para as seguintes: procede a uma análise dos verbos de comando ou operatórios que aparecem nos enunciados dos exames nacionais; faz um levantamento de exemplos de questões de resposta restrita presentes nos exames de 2008 a 2017, orientando, de uma forma prática, os alunos na redação de resposta a questões de interpretação (resposta restrita); identifica alguns dos principais erros cometidos pelos alunos nos exames; na componente gramatical, identifica todas as questões abordadas nos exames nacionais de Português 12.º ano, desde 2008 até 2017, organizando-as por categorias gramaticais, facilitando o seu estudo e apreensão, com informações muito práticas; conduz, assim, os alunos no estudo da gramática, alertando-os para as perguntas mais frequentes; na explicação teórica, os exemplos de frases são retirados dos autores de literatura contemplados no programa, evitando-se, deste modo, o recurso a frases banais e do uso quotidiano; adiciona algumas metodologias na resposta aos itens de seleção ou de escolha múltipla.

À semelhança de outros livros do mesmo género, apresenta sínteses de educação literária que facilitam o acesso aos conteúdos de obras e autores propostos pelo Programa e Metas Curriculares de Português do Ensino Secundário. Por fim, propõe diversos exemplos de itens de resposta extensa, desde a exposição à síntese.
Como classificar o trabalho primeiro e a iniciativa do Alberto Matos e da Corina Braga, grandes mentores e estruturadores deste trabalho? A que se juntaram, para apontamentos, revisão, imagem gráfica, ou mais, a Alívio Ribeiro, a Ana Maria Passos, o Eduardo Coelho, a Gracinda Oliveira, a Inês Aidos, o José Miguel Braga, o Manuel Bastos, a Maria José Soares, o António Pinto de Matos, o Vasco Silva, o Lúcio Botelho, ou o Jorge Marques? O que podemos dizer destes profissionais é que são a confirmação como tantos outros nas nossas escolas do garante da confiança que os cidadãos deste país neles colocam.

Outro exemplo, este ordinário, da qualidade do trabalho realizado nas escolas públicas e da sua intervenção na sociedade? A semana da leitura, que se inicia hoje, plena de atividades que festejam a leitura como ato comunicativo, de liberdade e responsabilidade, de diálogo entre a literatura, a arte e a ciência, e, ainda, como espaço de encontro, de criação e colaboração. Por iniciativa das nossas professoras bibliotecárias, mas com a colaboração de inúmeros outros colegas, do 1.º ciclo ao Ensino Secundário, e em parceria com a Rede de Bibliotecas Escolares, a Rede de Bibliotecas de Braga, a Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, a Casa do Professor e os TUB, inúmeras atividades e palestras decorrem nas nossas escolas e na cidade. Destaque, pela originalidade, às Leituras Encenadas nos TUB, a ocorrer em diversas carreiras, realizadas pelos alunos do Curso de Artes do Espetáculo Interpretação da ESAS no dia 8 de março, dia da mulher, celebrando as Mulheres que desafiam estereótipos.
É este sentido de missão e superação dos profissionais da escola pública, com inúmeros outros exemplos que poderíamos convocar, somente num único ano letivo, que conferem corpo à confiança que neles é, por todos, depositada. Quem com eles trabalha, sabe que estarão sempre à altura.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

17 Setembro 2018

“Bons e maus Papeis”

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.