Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +

Histórias tristes...

Perdidos e achados

Histórias tristes...

Ideias

2019-09-19 às 06h00

Paulo Monteiro Paulo Monteiro

Ouvimos todos os dias que a crise já passou, que estamos numa franca recuperação económica, que cada um de nós até já tem mais dinheiro no bolso. Pode tudo ser verdade, mas só um bocadinho... porque a realidade nua e crua não nos mostra muito bem este panorama. Em Portugal há quase 110 mil portugueses que viviam no ano passado em risco de pobreza, privação material severa e quase sem trabalhar, entre 2,2 milhões de pessoas que estavam em risco de pobreza ou exclusão social, sobretudo nas zonas norte e centro. Os dados são de Maio e foram revelados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), sobre Rendimentos e Condições de Vida. Ora, infelizmente, os números não enganam e ainda nos chegam muitas histórias de desgraças, de pobreza e muito tristes...
E temos muitos exemplos...
E a um deles presenciei directamente, num destes dias, acabando por ficar chocado. Era hora do almoço e numa das ruas da cidade reparei num homem que aparentemente colocava lixo num dos novos contentores. Mas demorava muito. Parei no caminho e comecei a observá-lo. Senti nitidamente que andava à procura de algo. O que era, não sabia. Mas fiquei a saber depois... passou por mim com duas ameixas amarelas na mão. À frente duas senhoras observavam o mesmo e exclamaram: “olha, olha... e leva duas ameixas podres”. Mas depressa acabaram por chamá-lo. Ofereceram-lhe um saco de ameixas sãs e mais alguns alimentos. O homem seguiu a sua vida com um sorriso nos lábios. É possível isto ainda acontecer nos dias de hoje? É, e infelizmente não são ainda tão poucos os casos como este...

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.