Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Hugo Miguel Pinto: um exemplo a seguir...

Diplomas em tempo de 130.º aniversário

Ideias

2011-01-15 às 06h00

Paulo Monteiro

No último dia de aulas do primeiro período do ano lectivo 2009/2010, a turma 5 do 10.º ano da Escola Secundária de Maximinos decidiu ir visitar um colega de turma... Mas este colega era bem especial. Tratava-se do Hugo Pinto que uma grave doença o incapacitou para a vida quase por completo. Apenas mexia a boca...

Praticamente todos os alunos da turma, acompanhados por alguns professores foram visitar o Hugo. Soube mais tarde a razão desta visita. Os colegas e professores nutriam uma amizade muito grande pelo Hugo que tinha vários sonhos... e que trabalhava dia e noite, sem parar.
O Hugo era um aluno brilhante, “brilhantíssimo. As suas notas eram sempre 19 e 20”, como recordou recentemente António Braga o professor de Educação Especial da escola.

Para além de ser um excelente aluno, tinha uma rádio na internet e tinha muita gente a ouvi-lo. Gostava ainda muito de escrever. Perdia longas horas nas suas prosas e nos seus poemas. Tinha uma força enorme e uma enorme vontade de viver...
Tudo o que fazia era um exemplo para muitos...

A história do Hugo foi falada na escola onde o ‘Correio do Minho’ faz parte do Conselho Geral. Na altura tínhamos decidido que a vida de Hugo merecia ser conhecida e reconhecida. Era, de facto, um exemplo de vida. Como as férias iam começar tínhamos agendado para o início do segundo período uma reportagem com o Hugo.

Mas... o destino trocou-nos a volta a todos. O Hugo acabaria por falecer a 24 de Dezembro de 2009, aos 26 anos.
Mas a sua coragem, a sua força, o seu exemplo, perdura para sempre e é por essa razão que hoje lhe dedico este texto. Exemplo como o de Hugo Pinto merece ser referenciado, merece ser lembrado, merece servir de exemplo para muitos que, em plenas faculdades, não lutam pela vida.

Ao Hugo tiraram-lhe tudo, ou quase tudo, mas mesmo assim lutou com todas as forças que podia para fazer aquilo que gostava... aprender, estudar, escrever e ser locutor de rádio.
E um dos seus sonhos era ver editado o seu livro... com as suas prosas e com os seus poemas. Esse sonho tornou-se realidade no passado dia 7 com a apresentação pública do livro ‘A Minha Vida’, na Escola Secundária de Maximinos.

A ‘culpa’ do sonho se ter tornado realidade foi da Escola de Maximinos, dos seus professores, dos alunos. Todos deram uma grande lição ao Mundo ao tornar realidade o sonho do Hugo. O livro foi apresentado e todos imitaram o sorriso do Hugo na capa do seu livro e disseram: “dever cumprido”.

A lição de vida que Hugo nos deu mexeu com muita gente. E é de certo modo comovente e gratificante lermos alguns dos textos que estão presentes em ‘A Minha Vida’.
António José Braga e Angelina Rodrigues foram dos professores que mais de perto conviveram com Hugo. Merece a pena ler alguns parágrafos dos textos que escreveram no livro do Hugo...

António José Braga, professor de Educação Especial, escreveu: “A vontade com que sempre se dispôs, diariamente, mesmo quando as contrariedades da vida o não ajudavam, leva-nos a dar como exemplo a sua permanência entre nós.
Desfrutem destes escritos, sabendo que cada um deles representou uma vivência única do seu autor.
O aluno BRILHANTE, o HOMEM com o qual convivi vários anos fazem-me falta!...
Até logo, meu amigo HUGO”,

Também o texto de Angelina Rodrigues, professora de Português, é claro:
“Como eu tenho pena que os teus e tuas colegas da turma não tivessem podido conviver mais contigo para partilhares com eles alguns dos teus projectos e das tuas experiências. Ajudá-los-ias a crescer!
Como foi gratificante para mim, enquanto professora, ter um aluno como tu: um aluno motivado, interessado e sempre ávido de saber. Tinhas sempre perguntas para fazeres ou questões para me colocares, querias sempre saber o porquê das coisas... O teu desejo de aprender Latim é disso um exemplo claro!
Foram estas tuas qualidades que me fizeram (e fazem) sentir que vale a pena ser professora!
Muitos parabéns, Hugo!”

E pouco mais há a acrescentar. Hugo deu, sem dúvida, uma grande lição de vida.
São estes exemplos que devem ser mostrados...
Obrigado, Hugo!

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.