Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Hugo Torres de Braga para o Mundo

O Estado da União

Ideias Políticas

2015-01-20 às 06h00

Francisco Mota

A Europa e o Mundo viveram nas últimas semanas momentos de terror e angústia que colocam a Humanidade em sobressalto e atenta sobre o futuro dos seus filhos.
O atentado ao Charlie Hebdo, demonstra a fragilidade com que o Homem se apresenta em comunidade. De longe o registo, daquele jornal Francês, fazer o meu estilo ou de alguma forma o aprovar. O ataque barato, a injúria e o insulto que é feita a uma crença ou ideologia merece da minha parte a reprovação, o direito a não aceitar e a liberdade de discordar. Por outro lado, nada disto habilita quem quer que seja a usar da força humana e do armamento bélico para impor o seu radicalismo e com isso saquear Vidas.

Muitos o podem considerar um chavão ou frase feita mas a verdade é que “a minha liberdade termina quando começa a liberdade do outro”. Esta capacidade de honrar o princípio do respeito pelo outro e de fazer vingar a tolerância é o caminho espinhoso que a Humanidade faz há séculos para se encontrar em Paz. Este mesmo estado de espírito humanístico e ao mesmo tempo idílico apenas será possível quando os extremistas, do quer que seja, forem capazes de usar a força da inteligência e o armamento do diálogo para nos apresentarem as sua ideologia ou crença, trocando argumentos e dando a cara no mesmo tabuleiro da liberdade e do respeito mútuo.

Porque ninguém mas ninguém é detentor da verdade ou da razão, todos temos o direito a olhar, opinar, sentir e viver o Mundo de maneira diferente. Desenganem-se aqueles que pensam que o problema está no Oriente, na esquerda ou no Islamismo e que a solução está na direita, no Ocidente ou no Cristianismo. Esta é uma construção que precisa de todos e depende de todos e muito mais próximo de cada um de nós do que pensamos.

Eu acredito numa sociedade que é orientada por uma Educação Cívica e Cultural, capaz de preencher os Horizontes da nossa Comunidade de tolerância, amizade e respeito. Braga tem sido palco nos últimos anos de exemplos que preenchem estes requisitos e basta recordar-me do Presépio ao Vivo de Priscos, que conta com uma aproximação de crenças bem como a própria Aldeia das Religiões. Mas ainda vou mais longe, a política municipal de valorização cultural das nossas raízes permite o intercâmbio entre países, culturas, ideologias e crenças fazendo desta grande Aldeia Global em que estamos inseridos um contacto permanente entre os povos contrariando e combatendo o isolamento do extremismo.

Ainda nas orientações municipais, o incentivo a novos talentos e de fazer do Theatro Circo o Palco que projecte os Bracarenses para o Mundo é sem sobra de dúvidas um contributo para a Educação Cívica e Cultural dos nossos jovens talentos que assim ficam preparados para encarem os outros de maneira diferente mas ao mesmo tempo igual.

É com orgulho que vejo poucos dias depois destas tristes notícias que invadiram as nossas casas que a minha cidade tem gente que marca pela diferença e quer levar para além fronteiras a divulgação do seu território e da sua cultura como é o caso do Hugo Torres. Este recente artista bracarense decidiu gravar o seu primeiro DVD na sua terra e na sua sala de espectáculos que é o Teatro Circo. O Hugo é o exemplo de que somos capazes de educar através da música, da cultura e da arte um Mundo que urgentemente tem que se encontrar em si mesmo.

Mas perguntam vocês o que tem o Hugo Torres haver com o Charlie Hebdo? Tudo, porque um dia alguém me disse: “Se cada um de nós varresse a frente da sua casa, o mundo seria limpo”, ou seja a mudança está ao nosso lado.
Por isso no próximo sábado, 24 de Janeiro pelas 21h30 no Theatro Circo, Hugo Torres de Braga para o Mundo.

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias Políticas

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.