Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Infarmed...

Saúde escolar: parceiro imprescindível das escolas de hoje

Ideias

2017-11-27 às 06h00

Paulo Monteiro

O tema já foi mais do que falado mas realmente não lembra o diabo a transferência do Infarmed para o Porto anunciado na passada terça-feira pelo ministro da Saúde, Adalberto Campos, depois de se saber que o Porto não conseguiu vencer a candidatura para receber a sede da Agência Europeia do Medicamento (EMA) que, por força do Brexit, vai deixar Londres e viajar para Amesterdão (venceu numa final com sorteio a cidade italiana de Milão).

O argumento é que se o Porto tinha todas as condições para receber a EMA, também tem, todas as condições para receber o Infarmed, organismo central com jurisdição sobre todo o território nacional que até agora tem funcionado com a sede no Parque da Saúde, em Lisboa.
Fala-se em ‘prémio de consolação’ pelo facto do Porto ter perdido a EMA. Fala-se que foi uma decisão tomada repentinamente. Fala-se de muita coisa...

Mas porquê? Para descentralizar? Alterar o que está bem? Parece que não é boa solução.
É verdade que é preciso que se descentralize, mas não assim. Pode haver novas associações, novos organismos que podem ser criados no Porto ou em outras cidades do país. Agora mudar o Infarmed que só tem recebido elogios pela maneira e forma como trabalha não parece ser correcto, nem a melhor forma, para além de mexer com a vida de centenas de trabalhadores que, aliás, já vieram manifestar-se contra a transferência da instituição para o Porto.

Com as críticas a substituir a chuva, que caem em catadupa, o governo parece já recuar... pode mudar a sede mas não mudam alguns serviços. Isto é.. dividir. Será, também a melhor solução? Parece que não e o melhor é deixar tudo como está para bem do Infarmed e dos portugueses.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.