Correio do Minho

Braga,

- +

É isto que as televisões se recusam a mostrar!

Generosidade q.b.

É isto que as televisões se recusam a mostrar!

Ideias Políticas

2024-02-27 às 06h00

Gonçalo Silva Gonçalo Silva

Foi no passado dia 17 de Fevereiro que a juventude saiu à rua para mostrar de que lado está. Foram centenas de jovens que, vindos de todos os pontos do país, desfilaram desde o Largo do Intendente até à Graça, lado-a-lado com Paulo Raimundo, Secretário-Geral do PCP, mostrando que a força da juventude se encontra bem presente nas ruas.
Com alegria, vivacidade e munidos da convicção profunda da justeza das propostas da CDU choveram cravos vermelhos vindos dos populares que ali residiam, empunhados bem altos por todos aqueles que através do mote “Semear em Março, para colher em Abril” deram força e esperança à alternativa que o país precisa.
Pelas palavras de Marta Parente, da Ecolojovem, a juventude afirma que as alterações climáticas provocam um espírito de inquietação e incerteza acerca do futuro e que nenhum de nós está a leste desta realidade. Afirma-se também, pela voz de Mariana Metelo da JCP, que na CDU “falamos para todos o que não acham justa a vida que têm e não dizemos só que estamos aqui para resolver esses problemas, dizemos que também os sentimos.
Para todos os meios de comunicação social dominantes, afirmou-se ali naquele dia que a CDU não é só, como eles dizem, o “partido dos mais velhos” e que a força de juventude está presente, é combativa, é solidária, é criativa, e acima de tudo, é lutadora.
Por mais que tentem apagar o PCP e a CDU dos meios de comunicação social dominantes, com comentadores contratados para servi- rem a mentira e a calúnia, são estas mulheres e homens de Abril com que o povo português mais contará, em todos os momentos da vida. Uma força que não se esconde atrás de promessas que não cumpre, uma força que está no contacto rigoroso com os jovens e os trabalhadores todos os dias, uma força capaz de travar tudo o que é negativo e, sobretudo, lutar para a conquista de direitos e de uma vida melhor.
É esta a força que o grande capital pretende atacar. Ataca-a pois sabe que tudo o que a CDU preconiza e o projecto que encabeça, é contrário à ganância e ao poderio dos grandes grupos económicos. Sim, aquele poderio que lucra 25 milhões de euros por dia enquanto a grande maioria do povo e dos trabalhadores tem dificuldade a pagar as contas ao final do mês, vê a sua prestação da casa a aumentar ou tem de escolher entre estudar e trabalhar. Aquele poderio económico que lucra enquanto TU ponderas emigrar para puderes ter uma vida independente, pois no nosso país a única política que interessa aos grandes grupos económicos é a política da precariedade, dos baixos salários, dos vínculos precários.
Face a esta realidade, nenhum de nós no dia 10 de Março pode ficar indiferente. Nenhum jovem pode deixar de ir às urnas e tem de dar força aqueles que lutam com a juventude lado-a-lado. Dar força aquela força da foice e do martelo, com o girassol ao lado, que combate todas as formas de discriminação e opressão, que luta por um meio ambiente sadio e ecologicamente equilibrado, que apoia e valoriza a cultura e a prática desportivo, que apoia todas as expressões do movimento juvenil e que defende a Escola Pública que Abril conquistou.
No dia 10 de Março, é isto que está em cima da mesa: ou se mantém a política de empobrecimento, de cortes nos salários e pensões, da de-gradação da Escola Pública e do SNS ou se dá força à CDU e se abre um caminho alternativo para o povo e para o país.

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias Políticas

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho