Correio do Minho

Braga, sábado

- +

‘Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma’

O que o Covid-19 provocou e demonstrou

Ideias

2011-03-16 às 06h00

Pedro Machado Pedro Machado

O homem caminha para o extremo insensível da responsabilidade e solidariedade mútua. Assistimos a uma crescente onda de crimes violentos, os quais são dificilmente explicáveis, indescritivelmente assustadores, mostrando a ténue linha entre o Bem e o Mal. Vivemos num mundo com muitas adversidades, onde os mais fracos são menos protegidos. Os melhores sentimentos que o Homem tem, estão a ser esquecidos, oprimidos pelas circunstâncias da vida, pela constante luta interior e exterior.

Sou defensor duma Revolução Educacional, pois somente desta forma o mundo evoluirá para uma melhor Cidadania, para um Mundo Novo e assim, o Ser Humano sentir-se-á melhor formado, mais realizado. Para muitos, o mundo anda à deriva, porém, sou daqueles que acredita que com a Educação/Sensibilização e com princípios, provaremos que conseguimos ser algo de bom e algo contrário a esta proclamada auto-destruição - ou a esta auto-proclamada destruição.

Estamos em constante mudança, circunstâncias da vida fazem que olhemos para o mundo de diferente forma, de distintas perspectivas. Deste modo, retirar as melhores ilações, tanto das coisas más, como das boas, é, algo essencial para sermos cada vez melhores, e benéfico para a nossa personalidade. Crescemos como homens e temos que viver como tal. Não basta fazer o politicamente correcto, temos que acreditar que o que fazemos é Bem. Só há uma forma de fazer, Bem!

Há quem queira tudo e nada faça, há quem fale muito e pouco acerte, no entanto, há quem faça muito e bem, há quem queira algo e lute até ao extermínio das forças para o conseguir. Orgulho-me de dirigir uma empresa, que com os seus colaboradores, muito tem feito para ajudar as pessoas e o ambiente, mostrando que em conjunto ainda é possível fazer algo de bom para a Humanidade.

Fizemos muito e bem, em mui-to pouco tempo. Mas, ainda falta fazer mais e melhor. Não podemos olhar para o mundo como um reservatório de coisas podres e residuais, já Lavoisier dizia, “Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma” e poderá ser reutilizado, sendo apenas necessário uma transformação de mentalidades, conceitos e formas de viver em sociedade - Educação e Cidadania.
Temos que ser activos, melhorar as relações pessoais, interpessoais e com o ambiente. Um melhor ambiente corresponde a uma vida mais saudável, mais próspera e indiscutivelmente, mais feliz.
Eduquem-nos e seremos melhores!

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho