Correio do Minho

Braga, terça-feira

Matem a baleia azul

Desprezar a Identidade, Comprometer o Futuro

Ideias

2017-05-05 às 06h00

Paulo Monteiro

‘Baleia Azul Menina recebia instruções pelo telemóvel’ (Jornal de Notícias), ‘Jogo da morte alastra sem controlo’ (Correio da Manhã), ‘Judiciária procura curadores portugueses do Baleia Azul’ (Diário de Notícias), ‘Baleia Azul? “saia depressa e peça ajuda”, diz Daniel Sampaio’ (Público). Quatro jornais nacionais fizeram referência, nas suas edições de ontem, ao jogo ‘Baleia Azul’. Um jogo que coloca em perigo os mais jovens e que pode mesmo levar ao suicídio. Para já, são conhecidos quatro casos no país, mas, de um momento para o outro, pode alastrar a todo o lado, tamanha é a praga que já corre em outros pontos do globo.
A Procuradoria-Geral da República tem vindo a dizer, nos últimos dias, que está a pensar seriamente no bloqueio dos sites e links que estejam ligados a este jogo. Mas... já o devia ter feito. O que precisa para agir rapidamente e antes que seja tarde?
Sabemos que é muito complicado bloquear links, pois estes são como cogumelos: nascem hoje aqui, mas amanhã nascem num outro sítio completamente diferente.
Temos que ser persistentes e pedir à Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime da Polícia Judiciária que feche o jogo sempre que o abram em outro sítio... pode ser que o ‘vírus’ se canse!
E todos nós devemos ajudar para prevenir os mais novos do mal terrível que este jogo pode fazer. Nunca é demais alertar, nunca é demais comunicar e mostrar que as conversas até nas redes sociais também podem ser perigosas. O inimigo não dorme e ataca quando menos se espera. Por isso, temos de estar em alerta constante e prevenir. A prevenção é um bom remédio. Vamos olhar para este problema como um caso sério para que não tenhamos desgostos amanhã...

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

25 Setembro 2018

Traição, dizem eles!

25 Setembro 2018

As receitas do IVA

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.