Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +

Momentos muito importantes para o SNS e para 2020

Nem um direito a menos

Momentos muito importantes para o SNS e para 2020

Ideias

2019-12-21 às 06h00

Humberto Domingues Humberto Domingues

1. Reforço do Orçamento da Saúde reconhece estado calamitoso do SNS
Num Conselho de Ministros extraordinário, em período Natalício, o Governo aprova o reforço do Orçamento para a Saúde em 800 milhões de euros e a possibilidade de contratar 8400 profissionais, entre eles Enfermeiros, nos anos 2020 e 2021, o que registamos como positivo. Mas é também, uma demonstração clara, de que o SNS estava orçamentado em deficit, que os Serviços estão no seu limite inferior de capacidade de Recursos Humanos e de resposta aos Cidadãos doentes, pondo em causa a segurança dos mesmos. Portanto confirma-se que o SNS está em estado calamitoso.
Os Enfermeiros, através da sua Ordem e da Bastonária, Enfª. Ana Rita Cavaco, há muito que anda a alertar com números e evidências para esta realidade. Parece que finalmente as campainhas de alarme soaram mais alto junto do Governo.
Reconhece-se como positivo esta intenção, contudo ressalvamos que estas notícias e orçamentos são sempre voláteis e efémeras, num documento e momento muito político. Aguardamos efectivamente pela concretização destas medidas e investimentos. Que estes milhões todos, não sejam apenas para pagar dívidas e atirar dinheiro fácil para cima de gestões pouco eficazes. Desejamos que algum deste dinheiro seja também para melhoria das remunerações dos Profissionais de Saúde, entre eles, os Enfermeiros. Aproveito para realçar a afirmação da Srª. Bastonária Enfª. Ana Rita Cavaco, que diz: “…não há uma dignidade profissional sem uma remuneração justa.”
A Saúde Mental foi anunciada como prioridade. Estamos de acordo. Mas merecem também prioridade as Unidades de Cuidados na Comunidade (UCC’s) e a Saúde Familiar (tudo unidades dos Cuidados Primários), que estão desfalcadas, em muito, de Enfermeiros, Médicos e Psicólogos. É hora dos Cuidados Primários receberem um investimento adequado às suas necessidades.
2. Cerimónia da tomada de posse dos órgãos estatutários da Ordem dos Enfermeiros
Na passada sexta-feira 13, no Centro de Congressos de Lisboa, teve lugar a tomada de posse dos Orgãos estatutários da Ordem dos Enfermeiros, para o mandato 2020 – 2023.
A Srª. Bastonária da Ordem dos Enfermeiros, Enfª. Ana Rita Cavaco, já empossada, na renovação do Seu anterior mandato, onde recebeu uma votação expressi- va, nunca antes registada, fez um discurso apropriado ao momento, de um nível muito elevado em qualidade. Um discurso completo, sereno, objectivo, clarividente e de estadista, alertando o poder político para o momento da Saúde e do SNS, perspectivando o futuro e colocando-se em total disponibilidade para um trabalho sério, de partilha e de entreajuda com o Governo, mas sempre em representação e defesa dos “seus” Enfermeiros.
Encerrou a cerimónia o Sr. Secretário de Estado da Saúde, Dr. António Sales, em representação da Srª. Ministra da Saúde. Fez um discurso político, indo ao encontro do muito que a Srª. Bastonária, Enfª. Ana Rita Cavaco, tem dito, alertado e colocado à disposição para que, em entreajuda, se possam resolver muitos problemas, dificuldades e questões.
Convém lembrar o Sr. Secretário de Estado que todos os indicadores positivos que referiu, se devem essencialmente, ao trabalho e intervenção dos Enfermeiros, como é o caso das taxas de cobertura de vacinação que Portugal exibe, entre outros.
Sr. Secretário de Estado Dr. António Sales, os Enfermeiros estiveram atentos e ouviram o seu elogio e do seu governo a esta Classe Profissional. Mas palavras lindas e agradáveis são facilmente pronunciáveis.
O difícil é depois concretizá-las. Venha daí essa coragem para concretizar o que tem sido prometido, porque os Enfermeiros Portugueses nunca falharam na sua missão, obrigação e de zelar pelo SNS e de estar junto aos Cidadãos.
Em 2020, início de um novo mandato, novas questões e desafios se colocarão, mas com a vontade e a convicção de sempre, nunca “ninguém está sozinho”, porque “para trás nunca mais”!

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho