Correio do Minho

Braga, terça-feira

Natal, festa da família e das compras

Desprezar a Identidade, Comprometer o Futuro

Escreve quem sabe

2016-12-17 às 06h00

Fernando Viana

Ora aí está mais um Natal, com tudo aquilo que esta época procura incentivar: cor, alegria, felicidade, família, comes e bebes e muitas prendas. É por tradição a maior festividade nacional. É o período em que as famílias mais gastam dinheiro durante todo o ano. Para fazer face à maior despesa os trabalhadores beneficiam por lei da atribuição de um subsídio de Natal. Convém que os consumidores tenham uma atitude prudente relativamente às compras que vão efetuar.

Assim, antes de comprar: planeie a quem e o que quer oferecer. De seguida, compare os preços nos vários estabelecimentos. Em relação a muitos produtos (por exemplo, vestuário, telemóveis, computadores, televisores) a oferta é imensa e com grande variação de preços. Convém não deixar as compras para o último dia. Não vai ter tempo para pensar e comparar preços, acabando por comprar por impulso.

Caso decida recorrer ao crédito ao consumo para fazer as suas compras, recordamos que o consumidor tem direito a receber da respetiva instituição de crédito a ficha de informação normalizada (FIN) antes da assinatura do contrato (compare diversas FIN: fica a saber qual a proposta de crédito mais vantajosa). Pode desistir do crédito até 14 dias após a assinatura do contrato, sem necessidade de qualquer justificação. Todavia, terá de devolver à instituição mutuante o capital, os juros vencidos e eventuais despesas não reembolsáveis.
Após contrair o crédito, poderá ainda efetuar o seu reembolso antecipado (pagando uma comissão que não pode ultrapassar os limites legais).

Nesta altura há muitos estabelecimentos a anunciar vendas com promoções. Confirme, no caso dos descontos (consulte o voucher, o talão ou o cartão) se existem condições e/ou prazo de validade para a sua utilização. Verifique ainda se os descontos só se aplicam a partir de, ou até determinado valor (por ex. “em compras efetuadas a partir de €50” ou “desconto de 30% em compras com o limite de €150 em compras”.

No caso da compra de brinquedos, opte por comprar em estabelecimentos de confiança e verifique se o brinquedo possui a marcação CE e rotulagem em português. Não se esqueça de verificar a recomendação da idade ou a existência de pictograma para menores de 3 anos.

Deixa o teu comentário

Últimas Escreve quem sabe

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.