Correio do Minho

Braga,

“Novo tabaco” mata 600 mil crianças por ano

Amigos não são amiguinhos

Ideias

2018-11-13 às 06h00

Paulo Monteiro

Tedros Adhanom, director-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), chamou à poluição do ar “novo tabaco”, que é responsável pela morte de cerca de 600 mil crianças com menos de 15 anos em todo o mundo devido a infecções agudas das vias respiratórias. Estes dados foram tornados públicos recentemente na primeira conferência mundial sobre ‘A poluição do ar e a saúde’, realizada em Genebra, na Suíça. O relatório agora publicado não nos dá boas notícias, já que indica que todos os dias cerca de 93% das crianças com menos de 15 anos em todo o mundo respiram ar poluído, que prejudica gravemente a sua saúde e o seu desenvolvimento. O relatório dá-nos ainda este dado: em 2016, a poluição do ar no interior das casas e no exterior provocou a morte de 543 mil crianças com menos de cinco anos e de 52 mil crianças com idades compreendidas entre os 5 e os 15 anos.

Temos um planeta cada vez mais poluído e há que apostar urgentemente, e cada vez mais, em fontes de energia limpas e renováveis.
Mas se pensa que a maior parte destas mortes acontecem fora da Europa, desengane-se; é que o ar que se respira nas cidades europeias está, também, poluído com substâncias perigosas, que, segundo a Agência Europeia do Ambiente, terão provocado mais de 400 mil mortes prematuras em 2016 , segundo um relatório divulgado no final do mês de Outubro, em Copenhaga, na Dinamarca. Segundo o organismo europeu, é verdade que já há algumas melhorias, mas também é certo que “a poluição do ar continua a ultrapassar os limites e directivas da União Europeia e da Organização Mundial de Saúde”.
Há, por isso, ainda muito a fazer, para o bem de todos nós que precisamos de respirar ar... puro!

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.