Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +

O acento no sítio dele

“ O Encontro”

O acento no sítio dele

Escreve quem sabe

2021-06-20 às 06h00

Cristina Fontes Cristina Fontes

A palavra “rubrica”, que muitos pronunciam *[rúbrica], deve ser dizer-se [rubríca]. Seja para o texto seja para a assinatura breve, embora se escreva “rubrica” sem acento gráfico (exs.: Gosto daquela rubrica da rádio. Coloquei minha rubrica no documento).
Tal como a palavra anterior, “carácter” (ou caráter) só tem a grafia com acento, quer se refira à característica de alguém quer às letras escritas (ex.: O Pedro tem bom carácter. O meu texto tem um carácter a mais). No plural, a palavra não é acentuada nas suas duas aceções (ex.: Os caracteres das pessoas / os caracteres do texto).
Usualmente, também se ouve pronunciar *[logotípo], quando a forma correta é [logótipo], na variedade europeia, escrito com acento gráfico (logótipo). No Brasil, é mais usual dizer [logotípo].”.
Quanto à palavra “biopsia” pronunciada como [biópsia] nem questionamos que assim não deva ser. De facto, esta pronúncia já se fixou entre nós e, se nos atrevermos a dizer [biopsía], talvez nos olhem de soslaio e nos considerem ignorantes ou pedantes. Alguns lin- guistas, menos puristas, defendem que podemos pronunciá-la como esdrúxula [biópsia], tendo por base o critério do uso, mas ressalvo que nunca a devemos escrever com acento gráfico.
Faço mea culpa quando digo “diospiro” em vez de “dióspiro”, pois sei que comento um erro de acentuação.
Muitos nomes que têm um [o] fechado na sílaba tónica formam o plural de formas diferentes. Alguns, como: acordo, adorno, bolo, cachorro, coco, consolo, dorso, encosto, ferrolho, molho, namoro, pescoço, polvo, reboco, rosto, sopro, suborno mantêm esse [o] fechado no plural. Outros, como: abrolho, almoço, caroço, contorno, coro, corvo, destroço, esforço, fogo, forno, imposto, osso, poço, porto, reforço, socorro, tijolo, tordo, tremoço, troco abrem o [o]. As razões desta diferença de abertura da vogal na forma do singular e na do plural têm que ver com a etimologia e, nalguns casos, com um processo de analogia com outras palavras. (Ciberdúvidas da Língua Portuguesa em https://bit.ly /2TP7pYM, acedido em 18-09-2021).

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho