Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +

O que é a Zona?

Confinamento no Concelho de Braga

O que é a Zona?

Voz à Saúde

2021-04-06 às 06h00

Ana Catarina Guimarães Ana Catarina Guimarães

Zona ou Herpes-Zóster é uma doença infeciosa que resulta da reativação do vírus da varicela. Após a infeção inicial o vírus fica adormecido em células nervosas, sendo que, pode nunca voltar a manifestar-se ou pode ser reativado anos mais tarde. Esta reativação surge sobretudo nos idosos ou pessoas em que o sistema imunitário esteja mais debilitado como nos recetores de transplante, doentes oncológicos a realizar quimioterapia ou radioterapia ou infeção por VIH.
Quem pode desenvolver Zona?
Qualquer pessoa que tenha tido previamente a varicela pode vir a desenvolver a doença. Apesar de poder ocorrer em qualquer idade é mais frequente nos adultos com mais de 50 anos.
Quais os sintomas?
A Zona manifesta-se através de uma erupção cutânea eritematosa (mancha avermelhada) que está habitualmente delimitada a uma zona específica do corpo correspondente ao território de inervação do nervo afetado (dermátomo). Depois surgem pequenas bolhas com líquido transparente (vesículas) que se vão transformando em crostas que cicatrizam ao fim de 7 a 10 dias. Nos dias anteriores ao aparecimento das lesões pode haver dor, sensação de calor, ardência e formigueiro no local da pele, assim como, febre, dor de cabeça ou desconforto abdominal associados. A região mais comumente afetada é o tronco, mas o rosto e olhos também podem estar envolvidos.
A Zona pode ter complicações?
A complicação mais frequente é a persistência de dor no local mesmo após a resolução das lesões, que se prolonga durante meses ou anos, designando-se por nevralgia pós-herpética. Pode ocorrer a infeção bacteriana das lesões, tornando-se o líquido das vesículas amarelo. Quando atinge os olhos (zona oftálmica) pode levar a alterações da visão e perda da mesma, pelo que nestas situações é necessária a observação por oftalmologia para deteção e prevenção de sequelas.
São precisos exames para o diagnóstico?
Não, o diagnóstico da Zona é clínico, ou seja, baseia-se na observação das lesões e história clínica.
Qual o tratamento?
A Zona resolve espontaneamente ao fim de duas a quatro semanas, no entanto, a administração de antivíricos, sobretudo nas primeiras 72h após o início das lesões encurta a duração da doença e diminui a gravidade e o risco de complicações. É geralmente necessário o recurso a analgesia para alívio da dor.
É possível prevenir a infeção?
Existe uma vacina contra o herpes-zóster que diminuiu a probabilidade de desenvolver a doença e as complicações graves da mesma, estando aprovada para pessoas com mais de 50 anos de idade.
Lembre-se, cuida de Si! Cuide da Sua Saúde!

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho