Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +

O que importa é apoiar a juventude

As Sete Fontes e o Hospital

O que importa é apoiar a juventude

Ideias Políticas

2024-05-28 às 06h00

Ana Macieira Ana Macieira

As medidas anunciadas pelo governo de Luís Montenegro na semana passada representam um avanço significativo rumo às necessidades dos jovens portugueses. É muito importante que as forças de oposição coloquem os interesses dos jovens como prioridade, viabilizando a aprovação das propostas do governo que preveem uma redução do IRS em dois terços, além de apoios ao arrendamento e à compra de casa. Este é um momento crucial, em que a juventude portuguesa necessita de políticas concretas e eficazes para melhorar sua qualidade de vida e perspectivas de futuro. Uma das medidas centrais é a redução do IRS para os jovens, que pode significar uma poupança significativa para muitos. Um jovem que ganhe mil euros por mês passaria a pagar 471 euros de IRS em vez dos atuais 1411 euros, resultando em uma poupança anual de 941 euros. Esta redução representa uma política fiscal inclusiva e justa, que não apenas alivia a carga tributária sobre os jovens em início de carreira, mas também lhes oferece maior capacidade de poupança e investimento nas suas vidas profissionais e pessoais. É uma medida que incentiva o trabalho e a autonomia financeira, essenciais para o desenvolvimento de uma sociedade mais equitativa.
Além da redução do IRS, o governo propõe subsídios ao arrendamento e incentivos para a compra de casa. Tais medidas são fundamentais para enfrentar a crise habitacional que afeta muitos jovens. O alívio de nove mil euros no IMT e no imposto de selo para a compra de uma casa no valor de 250 mil euros é um passo decisivo para tornar a aquisição de imóveis mais acessível. Essas iniciativas não só ajudam a estabilizar a vida dos jovens, como também dinamizam o mercado imobiliário e a economia em geral. Proporcionar condições mais favoráveis para que os jovens possam ter uma casa própria é investir no futuro do país, garantindo que as novas gerações
A proposta do governo é abrangente e destinada a todos os jovens, exceto aqueles no último escalão de rendimentos. Esta abordagem inclusiva é essencial para garantir que o benefício alcance uma ampla faixa da população jovem, promovendo maior equidade social. Além disso, a proposta do governo é detalhada e transparente, com um impacto financeiro claro e específico, diferentemente das propostas concorrentes que carecem de clareza sobre os custos e o alcance.
O governo também anunciou apoios ao alojamento estudantil, baseados no valor do indexante de apoios sociais. Esta medida visa tornar a educação superior mais acessível, aliviando os custos de moradia para estudantes, o que pode aumentar a taxa de participação no ensino superior e reduzir a evasão escolar. A iniciativa demonstra um compromisso com a formação acadêmica e profissional dos jovens, que é crucial para o desenvolvimento do capital humano do país.
Assim, os partidos de oposição devem apoiar estas medidas esquecendo as disputas partidárias em prol do bem comum. Num momento em que os jovens enfrentam inúmeros desafios, desde a precariedade até às dificuldades de acesso à habitação, é imperativo que as forças políti- cas coloquem os interesses dos jovens acima de divergências ideológicas. Viabilizar estas medidas significa investir no futuro de Portugal, proporcionando aos jovens melhores condições para contribuir de forma plena para a sociedade.
Em suma, as medidas propostas pelo governo de Luís Montenegro são um sinal claro de que a juventude é uma prioridade para o executivo. Reduções fiscais, apoios ao arrendamento e incentivos para a compra de casa são políticas concretas que podem transformar significativamente a vida dos jovens portugueses. A resposta positiva das oposições a essas propostas será um passo essencial para demonstrar um compromisso genuíno com o futuro do país. Ao priorizar os jovens, o governo não apenas melhora suas condições atuais, mas também planta as sementes para uma sociedade mais próspera e equitativa.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho